Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

14 Junho de 2018 | 07h20 - Actualizado em 14 Junho de 2018 | 07h19

Angola eleita membro do Conselho Económico e Social da ONU

Nova Iorque - Angola foi eleita nesta quarta-feira membro do Conselho Económico e Social (ECOSOC) das Nações Unidas para um mandato de três anos (2019-2021), com início no dia 1 de Janeiro do próximo ano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Representante Permanente de Angola junto da ONU, embaixadora Maria de Jesus Ferreira (arquivo)

Foto: Joaquina Bento

Com 183 votos a favor, de um total de 187 Estados Membros da  Assembleia Geral das Nações Unidas presentes na votação, Angola, cuja delegação foi chefiada pela Representante Permanente junto da ONU, embaixadora Maria de Jesus Ferreira, obteve um resultado dignificante, tendo sido superado apenas pelo Quénia, que recebeu 184 votos.

A última vez que Angola esteve no Conselho Económico e Social foi no período 2006-2008, refere em nota dos serviços de imprensa da Missão Permanente da República de Angola junto da ONU.

A Assembleia Geral da ONU também elegeu outros 17 países para o ECOSOC, nomeadamente, Quénia (184 votos), Etiópia (183), Egipto (178),  Mali (182), Turquemenistão (181), Irão (175), Paquistão (175), Arábia Saudita (170), Brasil (177), Jamaica (175), Paraguai (174), Arménia (177), Ucrânia (176), Canadá (174), Luxemburgo (174), Holanda (169) e Estados Unidos da América (159).

Os membros agora eleitos vão ocupar as vagas dos cessantes África do Sul, Argélia, Nigéria, Rwanda, Somália (África); Afeganistão, Iraque, Líbano e Vietname (Ásia e Pacífico); Chile, Peru e Guiana (GRULAC); República Checa e Moldávia (Europa do Leste); e Bélgica, Canadá (reeleito), EUA (reeleito) e Itália (Europa Ocidental e Outros Estados).

O ECOSOC é composto por 54 membros e os assentos são distribuídos com base na representação geográfica, mormente 14 para os Estados africanos, 13 atribuídos a Europa Ocidental e outros Estados, 11 a Ásia e Pacífico, 10 a América Latina e Caraíbas e seis a Europa do Leste.

O Conselho Económico e Social é o órgão coordenador do trabalho económico e social da ONU, das Agências Especializadas e das demais instituições integrantes do Sistema das Nações Unidas.

O ECOSOC formula recomendações e inicia actividades relacionadas com o desenvolvimento, comércio internacional, industrialização, recursos naturais, direitos humanos, condição da mulher, população, ciência e tecnologia, prevenção do crime, bem-estar social e muitas outras questões económicas e sociais.

As suas principais funções são coordenar o trabalho económico e social da ONU e das instituições e organismos especializados do Sistema, colaborar com os programas da ONU, desenvolver pesquisas e relatórios sobre questões económicas e sociais e promover o respeito aos direitos humanos e as liberdades fundamentais.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 11/11/2018 17:01:27

    Ministro de Estado destaca reformas em Angola

    Ondjiva - O Ministro de Estado para o Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, destacou, este domingo, na província do Cunene, que as reformas públicas em curso estão a dar maior credibilidade ao país, facilitando o fomento e atracção do investimento estrangeiro.

  • 08/11/2018 16:36:21

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - A Agência Angola Press incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 05/11/2018 20:13:47

    Manuel Augusto prepara visita do Chefe de Estado a Moçambique

    Luanda - O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, trabalhou durante três dias em Moçambique para, entre outros, reforçar os laços de cooperação nos vários domínios e preparar a visita de Estado do Presidente da República, João Lourenço.

  • 05/11/2018 20:03:31

    PR considera transcendente triunfo no mundial de futebol com muletas

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, considerou um feito transcendente e inédito no desporto angolano a consagração da selecção nacional de futebol com muletas como campeã do mundo da modalidade, após vencer a congénere da Turquia no jogo da final por 5-4.