Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

13 Junho de 2018 | 16h26 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 18h36

Decorre inquérito sobre assassinato de criança na penitenciária do Lubango

Lubango - Um inquérito para averiguar as causas da morte de um bebé de 15 dias, na penitenciária do Lubango, província da Huíla, decorre desde terça-feira última, numa iniciativa da delegação provincial do Interior.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O crime foi praticado por uma reclusa, colega da mãe da criança, no último domingo, segundo um comunicado de imprensa chegado nesta quarta-feira à Angop, no Lubango. O caso já foi encaminhado ao Ministério Público.

A reclusa, de 19 anos de idade, responde nesta altura por duplo crime de homicídio voluntário, incluindo desta criança. A mesma está detida desde 19 de Fevereiro último.

De acordo ainda com as autoridades policiais, já foi feita uma avaliação do equilíbrio mental da agressora, submetida a duas consultas psiquiátricas no hospital da especialidade do Lubango e no Militar da Região Sul.

De igual modo, foi feita outra com a reclusa mãe da vítima e sua família, para controlo de seu estado psíquico-emocional, que continuaram a ser acompanhadas por psicólogos penitenciários, uma vez que o seu esposo também se encontra detido na referida instituição prisional.

O funeral da menor aconteceu terça-feira.

A delegação provincial do Ministério do Interior na Huíla deplora o acto e afirma que tudo fará para que situações análogas não voltam a acontecer.

O crime aconteceu pelas sete horas numa das celas da Penitenciária do Lubango, quando a mãe da vítima encontrava-se na casa de banho, tendo a acusada aproveitando-se do momento e agarrou no bebé pelas pernas, embateu repetidas vezes contra um dos ferros da cama e por fim atirou-o no chão, sem razão aparente.

Leia também
  • 05/11/2018 20:21:31

    Huíla reforça combate à criminalidade

    Lubango - A província da Huíla reforçou nesta segunda-feira o combate à criminalidade, com a entrega de três viaturas novas ao Comando Provincial da Policial Nacional, pelo governador da Huíla, Luís Nunes.

  • 05/11/2018 13:16:05

    Angola e Espanha tencionam aprofundar cooperação

    Luanda - Angola e Espanha preparam-se para reforçar a cooperação bilateral no domínio da segurança e ordem interna, refere uma nota de imprensa do Ministério do Interior a que a Angop teve acesso hoje, segunda-feira.

  • 31/10/2018 19:27:21

    Governador quer mais dinamismo em Caconda

    Caconda - O governador da Huíla, Luís Nunes, pediu hoje (quarta-feira), em Caconda, ao novo administrador que faça um diagnóstico profundo das principais necessidades do município, com vista a implementar maior dinâmica à governação.

  • 30/10/2018 18:21:14

    Estado recupera autoridade com operação resgate

    Luanda - O Executivo vai repor a autoridade do Estado mediante a redução dos principais factores que desencadeiam a desordem, insegurança pública e violência urbana e rural, no quadro da operação resgate, assegurou o ministro do Interior, Ângelo da Veigas Tavares.