Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Julho de 2018 | 01h48 - Actualizado em 11 Julho de 2018 | 01h49

Governador exorta efectivos da marinha de guerra a manter espírito de missão

Cabinda - O governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, exortou na terça-feira os efectivos do Comando da Marinha de Guerra Nacional, na província mais ao norte do país, a continuar empenhados em manter a prontidão e prosseguir com zelo, dedicação, abnegação e patriotismo na tarefa da defesa dos interesses nacionais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Governador de Cabinda, Eugénio Laborinho(Arquivo)

Foto: Angop

Comemoração do dia da Marinha de Guerra Angolana

Foto: Angop

Eugénio Laborinho fez a exortação no acto que marcou 42º aniversário da criação da Marinha de Guerra Angolana (MGA) sob lema “Marinha de Guerra Angolana - 42 anos na Defesa da soberania do Estado no Mar”.

O governador referiu que a existência do petróleo no mar, a fauna marítima, a poluição em algumas províncias, particularmente em Cabinda,  e a grande navegabilidade do rio Congo e outros são algumas das muitas razões que exigem de todos uma permanente vigilância nas águas territoriais e fluviais.

A Marinha de Guerra deve, assim, apontou, continuar a aperfeiçoar o seu trabalho para dar resposta as práticas ilícitas, devendo apostar, cada vez mais, na formação e capacitação dos seus efectivos e na aquisição de meios tecnológicos afins.

Para tal, sublinhou que o alcance deste desidrato, implica a união de sinergias e o conhecimento de mais variados domínios capazes de assegurar a exploração económica sustentável do mar e a sua protecção ambiental.

Assegurou que o governo da províncial manifesta a sua disponibilidade em prestar apoio institucional ao Comando Naval de Cabinda com vista ao exercício cabal da sua actividade.

Por sua vez, o comandante do Comando Naval Cabinda, o contra-Almirante, Fernando Gonçalves, pediu aos  efectivos a defenderem o mar e manter a prontidão permanente nos navios e outros meios navais.

Durante o acto foi entregue estímulos aos militares e trabalhadores civis mais destacados.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 04/11/2018 15:11:38

    Movimento migratório em Cabinda oscila em função da crise financeira

    Cabinda - O movimento migratório de cidadãos nacionais e de estrangeiros nas fronteiras da província de Cabinda com os Congos Democrático e Brazzavile tem vindo a oscilar desde 2015, devido a crise económica que se regista no país, já que o mesmo é alimentado pelo comércio.

  • 24/10/2018 17:37:31

    SME em Cabinda emite mais de três mil passaportes

    Cabinda - Três mil e 441 passaportes foram emitidos pela direcção provincial dos Serviços de Migração e Estrangeiros (SME) em Cabinda, de Janeiro a Setembro do corrente ano, avançou à Angop o director provincial, Aristides Luís Costa.

  • 23/10/2018 12:55:16

    Expulsos mais de dez mil estrangeiros de Janeiro a Setembro

    Cabinda - Dez mil e 384 cidadãos estrangeiros foram expulsos do território angolano, de Janeiro a Setembro do corrente ano, por irregularidades migratórias.

  • 12/10/2018 20:09:03

    CNE incinera materiais usados nas eleições gerais

    Luanda - A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) iniciou nesta sexta-feira a destruição de boletins de votos e de materiais utilizados nas eleições gerais de 23 de Agosto de 2017, vencidas pelo MPLA e o seu candidato, João Lourenço.