Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

03 Outubro de 2018 | 13h46 - Actualizado em 03 Outubro de 2018 | 18h09

Protecção do Okavango ganha maior dinamismo

Luanda - A protecção e preservação das componentes ambientais da região do Okavango, na província do Cuando Cubango, sudeste de Angola, vão conhecer a partir de hoje (quarta-feira) maior dinamismo, com a entrada em funções da Comissão Instaladora da Agência Nacional da Região do Okavango (Anagero).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Frederico Cardoso (arquivo)

Foto: Pedro Parente

Trata-se de um órgão com o qual o Executivo angolano pretende incrementar o aproveitamento do potencial turístico e ambiental da região com cerca de 90 mil quilómetros quadrados.

A Comissão, empossada hoje pelo ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Frederico Cardoso, tem a missão de criar as condições materiais e técnicas para a efectivação do projecto.

Entre os objectivos da Comissão está a aprovação do Plano Director Intermunicipal para os municípios do Cuíto-Cuanavale, Namcova, Mavinga, Dirico e Rivungo, bem como articular com os órgãos e serviços da Administração Central e Local do Estado, os programas e projectos a implementar na região.

Ao discursar no acto, Frederico Cardoso destacou a importância deste órgão que vai assegurar o desenvolvimento do trabalho e do estudo multi-disciplinar dessa região.

Presente ao acto, a ministra da Hotelaria e Turismo, Ângela Bragança, declarou que a comissão instaladora vai proceder o estudo de todas as questões inerentes a essa área.

A região do Okavango faz parte do projecto Okavango/Zambeze, denominado “KAZA”, que integra Angola, Zâmbia, Zimbabwe, Namíbia e Botswana.

O projecto KAZA tem como objectivo a implementação do turismo inter-fronteiriço entre os cinco Estados, a fim de contribuir para o desenvolvimento socioeconómico e cultural da região, em particular de Angola.

Para o coordenador da Anagero, Vladimir Russo, o ponto de partida das acções é fazer um diagnóstico com base nas informações já existentes e que poderá levar alguns meses.

Assuntos Angola   Política  

Leia também
  • 04/10/2018 13:37:21

    PR recomenda trabalho pelo interesse comum

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, recomendou nesta quinta-feira, aos auxiliares do poder Executivo, trabalho em prol do interesse do comum, tendo em vista o sucesso das medidas socioeconómicas em curso desde que assumiu a chefia do Estado angolano, em Setembro do ano transacto.

  • 04/10/2018 10:17:24

    Delegado quer maior rigor no combate à imigração ilegal

    Cuito - O delegado provincial do Interior no Bié, António Vicente Gimbe, recomendou aos efectivos da polícia maior rigor, disciplina e espírito de missão nas acções de combate à imigração ilegal no país.

  • 04/10/2018 00:16:06

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - A Agência Angola Press incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 03/10/2018 17:15:16

    Angola apoia processo eleitoral da Guiné-Bissau

    Luanda - Angola propõe-se em apoiar o processo eleitoral na Guiné-Bissau, tendo para o efeito assinado um acordo com a Organização das Nações Unidas, por via do seu representante naquele país da África Ocidental.