Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

31 Outubro de 2018 | 16h30 - Actualizado em 31 Outubro de 2018 | 16h29

Agentes da Polícia Nacional recebem habitação

Luanda - Efectivos da Polícia Nacional (PN) foram contemplados esta quarta-feira, em Luanda, com 170 residências do tipo T2 e T3, erguidas pelo Cofre de Previdência do Pessoal da Polícia Nacional (CPPPN).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Comandante-geral da PN, Paulo de Almeida

Comandante-geral da PN, Paulo de Almeida

O projecto integrado, que deverá ser alargado às restantes províncias do país, está orçado em 32 milhões e 850 mil dólares americanos, financiados pela banca, cujo reembolso tem sido suportado pelo próprio Cofre através das quotas dos associados e aquelas provenientes para a rentabilização do património existente.

Com a entrega das referidas moradias, localizadas no projecto Oásis do Zango III, em Viana, a associação mutualista dos polícias eleva para 731 habitações já atribuídas, das cerca de mil residências construídas em Luanda e demais províncias.

O comandante-geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, procedeu a entrega simbólica das primeiras chaves aos beneficiários.

Assegurou que o projecto vai continuar e apelou às instituições públicas no sentido de ajudar a associação mutualista dos polícias na reparação das redes técnicas, estradas e electricidade, de forma a dar maior qualificação ao projecto, tendo em conta o universo de polícias que anseia por uma habitação condigna.

O comandante-geral da PN felicitou o CPPP pelas infra-estruturas que concorrem para o bem-estar dos agentes e seus familiares. “Queremos que continue com este dinamismo para que possamos, palmo a palmo, satisfazer as necessidades dos associados, na sua maioria polícias”.

Já o presidente de direcção da instituição, Luís Alexandre, explicou que as habitações foram construídas pelo Cofre de Previdência para beneficiar os associados com dificuldade em adquirir uma moradia a pronto-pagamento.

Em função da demanda aos serviços prestados pelo Cofre, foram criadas estruturas especializadas: uma imobiliária e a área de Micro Créditos, com licença do Banco Nacional de Angola (BNA). As mesmas atendem de forma personalizada todas as situações inerentes à aquisição de casas e créditos bancários aos associados.

No caso das moradias construídas pelo Cofre, toda a estrutura negocial para a obtenção do credito imobiliário pelos seus eventuais compradores, a C-Imobiliária vai proceder a promoção e comercialização do mercado residencial e não só, para a qual poderão dirigir-se os interessados na aquisição de residências.

Revitalizado em 2005, o CPPPN é a maior associação mutualista do país. Congrega mais de 100 mil sócios e tem servido de inspiração por parte de associações mutualistas de outros departamentos ministeriais.

Assuntos Polícia Nacional  

Leia também
  • 31/01/2019 18:22:46

    Autoridades encerram 19 confissões religiosas ilegais no Namibe

    Moçamedes - Pelo menos 16 confissões religiosas, 226 estabelecimentos comerciais e um centro de saúde que funcionavam à margem da Lei foram encerrados na província do Namibe, no âmbito da primeira fase da operação resgate, decorrida no período de seis de Novembro a 14 de Dezembro de 2018.

  • 21/01/2019 18:17:08

    Vinte mil passaportes por levantar nos guichés do SME

    Luanda - Pelo menos 20 mil passaportes estão por levantar nos guichês do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), em todo o país, informou esta segunda-feira, à Angop, fonte do Ministério do Interior (Minint).

  • 16/01/2019 14:40:09

    Autoridades anunciam incremento da operação "Resgate"

    Luanda - As acções da operação "Resgate" serão incrementadas nos próximos dias, em todo o país, depois de terem conhecido um defeso para o asseguramento da quadra festiva, informou esta quarta-feira, em Luanda, o comandante-geral da corporação, Paulo de Almeida.

  • 01/01/2019 14:49:07

    Polícia regista quatro mortos na passagem de ano

    Luanda - Quatro mortos, por causas diversas, é o balanço provisório da passagem de ano no país, segundo a Polícia Nacional, que registou ainda 134 crimes e a detenção de seis cidadãos.