Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

31 Outubro de 2018 | 16h30 - Actualizado em 31 Outubro de 2018 | 16h29

Agentes da Polícia Nacional recebem habitação

Luanda - Efectivos da Polícia Nacional (PN) foram contemplados esta quarta-feira, em Luanda, com 170 residências do tipo T2 e T3, erguidas pelo Cofre de Previdência do Pessoal da Polícia Nacional (CPPPN).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Comandante-geral da PN, Paulo de Almeida

Comandante-geral da PN, Paulo de Almeida

O projecto integrado, que deverá ser alargado às restantes províncias do país, está orçado em 32 milhões e 850 mil dólares americanos, financiados pela banca, cujo reembolso tem sido suportado pelo próprio Cofre através das quotas dos associados e aquelas provenientes para a rentabilização do património existente.

Com a entrega das referidas moradias, localizadas no projecto Oásis do Zango III, em Viana, a associação mutualista dos polícias eleva para 731 habitações já atribuídas, das cerca de mil residências construídas em Luanda e demais províncias.

O comandante-geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, procedeu a entrega simbólica das primeiras chaves aos beneficiários.

Assegurou que o projecto vai continuar e apelou às instituições públicas no sentido de ajudar a associação mutualista dos polícias na reparação das redes técnicas, estradas e electricidade, de forma a dar maior qualificação ao projecto, tendo em conta o universo de polícias que anseia por uma habitação condigna.

O comandante-geral da PN felicitou o CPPP pelas infra-estruturas que concorrem para o bem-estar dos agentes e seus familiares. “Queremos que continue com este dinamismo para que possamos, palmo a palmo, satisfazer as necessidades dos associados, na sua maioria polícias”.

Já o presidente de direcção da instituição, Luís Alexandre, explicou que as habitações foram construídas pelo Cofre de Previdência para beneficiar os associados com dificuldade em adquirir uma moradia a pronto-pagamento.

Em função da demanda aos serviços prestados pelo Cofre, foram criadas estruturas especializadas: uma imobiliária e a área de Micro Créditos, com licença do Banco Nacional de Angola (BNA). As mesmas atendem de forma personalizada todas as situações inerentes à aquisição de casas e créditos bancários aos associados.

No caso das moradias construídas pelo Cofre, toda a estrutura negocial para a obtenção do credito imobiliário pelos seus eventuais compradores, a C-Imobiliária vai proceder a promoção e comercialização do mercado residencial e não só, para a qual poderão dirigir-se os interessados na aquisição de residências.

Revitalizado em 2005, o CPPPN é a maior associação mutualista do país. Congrega mais de 100 mil sócios e tem servido de inspiração por parte de associações mutualistas de outros departamentos ministeriais.

Assuntos Polícia Nacional  

Leia também
  • 05/11/2018 20:21:31

    Huíla reforça combate à criminalidade

    Lubango - A província da Huíla reforçou nesta segunda-feira o combate à criminalidade, com a entrega de três viaturas novas ao Comando Provincial da Policial Nacional, pelo governador da Huíla, Luís Nunes.

  • 01/11/2018 06:47:35

    Comandante reitera combate ao crime com Operação Resgate

    Luanda - O comandante Geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, reiterou na quarta-feira, em Luanda, que a "Operação Resgate" visa reprimir e prevenir os comportamentos criminosos em todo país.

  • 24/10/2018 17:43:03

    Província ganha Centro Integrado de Segurança Pública do MININT

    Lubango - Um Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), que visa conferir maior celeridade na actuação dos oficiais que integram as diversas forças de segurança no país, será nos próximos meses instalado no Lubango, província da Huíla, informou hoje, nesta cidade, o director nacional das Infra-Estruturas e Equipamentos do Ministério do Interior, Carlos Albino.