Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Abril de 2019 | 19h44 - Actualizado em 12 Abril de 2019 | 19h59

Processo de emissão de BI e Registo Criminal volta à normalidade

Luanda - O processo de emissão do Bilhete de Identidade (BI) e Registo Criminal voltou à normalidade, nesta sexta-feira, depois de ter ficado quatro dias inoperantes, devido a uma interrupção no circuito principal que interliga as repartições ao Centro de Dados.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Este facto foi apurado pela Angop durante uma ronda de constatação aos postos de identificação no município Luanda, concretamente nos distritos urbanos da Imgombota, Sambizanga e Samba.

De acordo com a responsável da repartição de Identificação Civil e Criminal da Samba, Deolinda Francisco, o processo normalizou na quinta-feira (11), por volta das 13 horas, mas que o atendimento só foi retomado esta sexta-feira.

Adiantou que hoje “estamos a fazer a emissão e entrega dos documentos sem nenhum constrangimento, o que permitiu logo pela manhã o registo de 100 cidadãos devendo o número aumentar cada hora que passa”,  afirmou Deolinda Francisco.

Questionada sobre o tempo que ficou sem o sistema, referiu que deste a segunda-feira as 12 horas, mas que outras repartições, ao nível de Luanda, fizeram o atendimento com normalidade.

Nesta vertente, a Angop apurou que no posto de Identificação dos Combatentes manteve-se com algumas restrições, segundo a chefe da repartição de Identificação,  Ana de Paula.

De acordo com uma fonte ligada ao posto de emissão de Bilhete da Ilha do Cabo, durante o período interrupção apenas era feita a inserção dos dados dos utentes e tão logo ficou superada a avaria passou-se a fazer a emissão com normalidade.

No local, Angop falou com alguns cidadãos como  Morais António, estudante finalista do curso de electricidade industrial, e Sabino Isabel, que receberam o BI e Registo Criminal, que confirmaram a celeridade no atendimento.

Na segunda-feira, todas as repartições de Identificação Civil e Criminal do país ficaram sem sinal, devido a uma interrupção no circuito principal (circuito de 100 megabits que interliga todas as repartições ao Centro de Dados).

Esta avaria causou a inoperância de 98% na emissão e entrega de Registos Criminais e 98% na entrega de Bilhetes de Identidade.

A Angola Telecom é empresa provedora de telecomunicações que suporta o sistema de emissão de bilhetes e outros documentos do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos.
 

Leia também
  • 10/04/2019 18:35:23

    Problemas técnicos dificultam emissão de BI

    Luanda - Dificuldades técnicas derivadas de uma falha do sistema da Angola Telecom estão a dificultar, desde segunda-feira (8), a emissão de Bilhetes de Identidade (BI) e Registo Criminal, em todas as repartições de Identificação Civil e Criminal do país.

  • 20/03/2019 05:06:46

    Responsável da Justiça defende igualdade e combate à discriminação racial

    Uíge - A chefe do Departamento dos Direitos Humanos e Cidadania no Uíge, Luciana Manuel Mateus, defendeu terça-feira, nesta cidade, a necessidade da igualdade e o combate à discriminação racial urgente na sociedade, visando a edificação de uma África mais justa e igualdade para todos os seres humanos.

  • 19/03/2019 21:27:36

    Ministro da Justiça no Fórum Mundial Anti-corrupção em França

    Luanda - O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, deixa hoje (terça-feira) Luanda com destino a Paris, França, para participar, em representação do Presidente da República de Angola, João Lourenço, no Fórum Mundial Anti-corrupção e integridade.