Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

20 Maio de 2019 | 20h39 - Actualizado em 20 Maio de 2019 | 20h39

Governo desmente existência de supostas valas comuns na Lunda Norte

Luanda - A Delegação do Ministério do Interior na província da Lunda Norte qualificou, esta segunda-feira, de ''caluniosas'' as informações postas a circular nas redes sociais sobre a alegada existência naquela região de valas comuns, reproduzidas pela UNITA para atacar o Governo angolano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Nova Centralidade da Cidade do Dundo

Foto: portal.angop.ao

Pronunciamentos postos a circular nas redes sociais por internautas fazem alusão a uma alegada existência de valas comuns na região, onde teriam sido enterrados os cadáveres de 10 pessoas, supostamente mortas por agentes policiais na localidade de Calonda, no âmbito da “Operação Transparência”.

As acusações, que foram postas a circular nos últimos dias nas redes sociais, foram reproduzidas esta segunda-feira pela UNITA, maior partido da oposição, e retomadas por alguns órgãos de comunicação social, nacionais e estrangeiros, sem qualquer contraponto oficial.

Em conferência de imprensa realizada em Luanda, o vice-presidente da UNITA, deputado Raul Danda, revelou que um grupo de parlamentares da organização esteve na Lunda Norte para averiguar aquelas informações.

Depois de minimizar os esclarecimentos fornecidos pelo Ministério do Interior, Danda não hesitou e falou numa suposta “barbárie ocorrida em Calonda”, sem, contudo, apresentar qualquer evidência factual.

Em comunicado distribuído à imprensa, a Delegação do Ministério do Interior na Lunda Norte fez notar que as denúncias que circulam nas redes sociais “não indicam a área onde se pode localizar a suposta vala comum”.

Acrescenta que, além disso, também não referem nenhuma reclamação de eventuais familiares acerca do alegado desaparecimento dessas 10 pessoas.

As autoridades reafirmam que só é conhecido o caso de um cidadão que, após uma reclamação dos seus familiares, foi encontrado morto e enterrado no passado dia 4 de Maio, na localidade de Camafuca, que faz parte do projecto Calonda.

Trata-se de Mahinga Matos, cujos assassinos se encontram a monte, mas já foram devidamente identificados.

Para a delegação do Ministério do Interior na Lunda Norte, as denúncias sobre a suposta morte de 10 indivíduos por parte de agentes da polícia são “informações caluniosas de indivíduos descontentes com o trabalho de combate ao garimpo e à imigração ilegal” na região, no quadro da “Operação Transparência”.

Esta última, recorde-se, permitiu a retirada de mais de 400 mil estrangeiros ilegais do leste do país, onde se dedicavam sobretudo ao garimpo ilegal de diamantes.

De igual modo, possibilitou a apreensão de milhões de kwanzas, dólares e randes, bem como de grandes quantidades de equipamentos, viaturas e outros meios.

O comunicado da Delegação do Ministério do Interior na Lunda Norte termina apelando aos cidadãos para “confiarem nas instituições policiais”, fornecendo-lhes informações fidedignas, para que elas possam levar a cabo o seu trabalho de segurança pública.

Assuntos Angola   Política  

Leia também
  • 20/05/2019 20:34:25

    Ministro exige maior atenção nas fronteiras

    Luanda - O Ministro do Interior, Ângelo da Veigas Tavares, exigiu, nesta segunda-feira, do novo comandante da Polícia de Guarda Fronteira, Francisco Pereira Paiva, maior atenção na gestão e fiscalização dos limites fronteiriços, para preservar a segurança e a soberania do país.

  • 20/05/2019 20:32:23

    Enterro de Jonas Savimbi acontece em Junho

    Luanda - O funeral do presidente fundador do partido Unita, Jonas Malheiro Savimbi, acontece a 1 de Junho do ano em curso, na província do Bié.

  • 20/05/2019 19:45:05

    Especialistas confirmam autenticidade dos restos mortais de Savimbi

    Luanda - A autenticidade dos restos mortais de Jonas Savimbi foi confirmada hoje (segunda-feira), em Luanda, pela Comissão Multissectorial para sua Exumação, Transladação e Inumação.