Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Julho de 2020 | 18h33 - Actualizado em 10 Julho de 2020 | 18h33

Covid-19: Repatriados mais de sete mil cidadãos da RDC

Dundo - Sete mil 471 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) foram detidos e repatriados para o país de origem, nos últimos dois meses, numa operação conjunta entre a Polícia de Guarda Fronteira (PGF) e o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), na província da Lunda Norte, por violação da fronteira.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus

Foto: Divulgação

Vista parcial da cidade do Dundo, província da Lunda-Norte

Foto: Angop

No âmbito da prevenção e combate à propagação e/ou importação de casos positivos da Covid-19, o Governo angolano impôs medidas, entre as quais o encerramento das fronteiras terrestres, marítimas e aéreas, permitindo apenas a circulação de viaturas que transportam produtos da cesta básica, fármacos e material de construção.

Mesmo com estas restrições, as forças de defesa e segurança de Angola têm enfrentado inúmeros desafios no que a imigração diz respeito, porque os imigrantes congoleses usam caminhos “fiotes” (de difícil acesso e visibilidade) para atingir o território da Lunda Norte.

Tal situação, segundo o delegado do Interior na Lunda Norte, Alfredo Quintino “Nilo”, que intervinha na reunião da coordenação dos órgãos que intervém na administração da Justiça, tem obrigado as autoridades angolanas a redobrarem as estratégias de vigilância e de patrulhamento, com o aumento de número de agentes.

Reiterou que as zonas de exploração de diamantes continuam a ser os principais destinos destes migrantes.

Contrabando

No mesmo período, foram apreendidos 4.375 litros de combustível (gasolina e gasóleo), pela Polícia de Guarda Fronteira (PGF), nas fronteiras de Tchissanda e Tchicolondo, municípios de Chitato e Cambulo, respectivamente.

A frustração, de acordo com o também comandante da Polícia Nacional na Lunda Norte, resultou de uma operação ao longo do posto fronteiriço, quando os proprietários tentavam atravessar a fronteira, em direcção à República Democrática do Congo (RDC), para a sua comercialização.

A província da Lunda Norte partilha uma fronteira de 770 quilómetros com a RDC, um dos primeiros países africanos a diagnosticar casos positivos da Covid-19.

Sensibilização

As autoridades tradicionais no município do Cuilo, mais de 300 quilómetros da cidade do Dundo, foram chamadas a se envolver na sensibilização das comunidades em línguas nacionais, sobretudo ao longo das zonas fronteiriças, com vista a educar os cidadãos ao uso obrigatório de máscaras.

O apelo foi feito hoje, sexta-feira, pela administradora municipal do Cuilo, Maria Ngambo, durante um encontro com as autoridades tradicionais, tendo sublinhando a importância destas figuras na consciencialização dos cidadãos residentes nas comunidades rurais e não só.

Angola regista, até ao momento, 458 casos positivos, dos quais 23 óbitos, 117 recuperados e 319 casos activos.
 

Leia também
  • 10/07/2020 20:58:18

    Covid-19: Juiz aconselha cidadãos a cumprir medidas

    Dundo - O juiz presidente do Tribunal Provincial da Lunda Norte, Pinheiro de Castro, aconselhou hoje, sexta-feira, os cidadãos ao cumprimento das normas estabelecidas pelo Estado angolano para conter a propagação da covid-19, evitando julgamentos sumários por desobediência.

  • 10/07/2020 18:57:51

    Covid-19: Tribunal do Lobito condena oito cidadãos

    Lobito - O Tribunal da Comarca do Lobito, na província de Benguela, condenou quinta-feira oito cidadãos nacionais a dois meses de prisão correcional, convertida em multa, por violação da cerca sanitária de Luanda, soube a ANGOP.

  • 10/07/2020 09:38:40

    UNITA pede rigor na execução do PIIM

    Saurimo - O secretário provincial da Unita na Lunda Sul, Salvador António, pediu, na quinta-feira, rigor na gestão das acções do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).