Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

11 Outubro de 2018 | 16h48 - Actualizado em 11 Outubro de 2018 | 16h48

Bastonário dos enfermeiros quer maior valorização dos recursos humanos

Huambo - Uma maior valorização dos recursos humanos, no que tange à renumeração e actualização de categorias, foi defendida hoje, quinta-feira, na cidade do Huambo, pelo bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola, Paulo Luvualo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Paulo Luvualo - Bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola

Falando acerca da evolução histórica da enfermagem em Angola, nas VI jornadas científicas e II simpósio de enfermagem do hospital central do Huambo, considerou importante a actualização dos técnicos auxiliares e administrativos que já concluíram a formação superior, com vista à valorização da carreira destes.

“Temos muitos profissionais que entraram para o sector da saúde como auxiliares de limpeza e administrativos e hoje têm uma formação superior de enfermagem, mas continuam a auferir salários com as categorias anteriores, situação preocupante”, lamentou.

Além das questões acima referidas, o bastonário informou haver descontentamento dos profissionais de enfermagem em relacção ao concurso público vigente, uma vez que as vagas que foram disponibilizadas para esta área são insuficientes.

Tendo em conta a falta de candidatos para o preenchimento das vagas destinadas aos médicos, Paulo Luvualo é de opinião que as mesmas se revertam a favor dos técnicos superiores de enfermagem, dando primazia aos que trabalham em zonas muito afastadas dos centros urbanos.

Para o bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola, a insuficiência de recursos humanos e as más condições de trabalho constituem, actualmente, as principias dificuldades do sector da saúde no país.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também