Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

12 Outubro de 2018 | 12h53 - Actualizado em 17 Outubro de 2018 | 21h12

Combate de doenças zoonóticas deve ser reforçado no país

Huambo - O combate das doenças zoonóticas, que se transmitem de animais para humanos, deve ser reforçado no país, envolvendo especialistas em saúde humana e animal.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Gado bovino

Foto: Estevão Manuel

A proposta, apresentada hoje, sexta-feira, na cidade do Huambo, é do professor António Alicerces Chivinda Eduardo, da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade José Eduardo dos Santos.

Ao abordar o tema “os produtos de origem animal e a saúde pública”, na VI jornadas científicas e II simpósio de enfermagem do hospital central do Huambo, considerou urgente a implementação de medidas contra as zoonoses, principalmente a tuberculose.

“É preciso que haja um trabalho conjunto, entre os serviços de saúde e de medicina veterinária, para que o trabalho seja efectivo no que tange ao combate e tratamento das doenças zoonóticas”, propôs.

Para António Eduardo, a tuberculose transmitida pelos animais é um problema sério em África, por não se prestar a devida atenção no combate das zoonoses.

A título de exemplo, informou que entre 2007 a 2016 a Faculdade de Medicina Veterinária realizou um estudo que permitiu diagnosticar a tuberculose em 2.5 porcento de 43 mil bovinos abatidos.

Por este motivo, é de opinião que haja um envolvimento activo das autoridades competentes para cumprimento das normas de processamento dos produtos de origem animal, evitando, deste modo, a entrada no circuito comercial de produtos sem qualidade.

Para que tal ocorra, segundo o professor da Faculdade de Medicina Veterinária, é importante a colaboração das administrações municipais, para que os produtos de origem animal não acarretem problemas à saúde pública.

Assuntos Província » Huambo   Saúde  

Leia também
  • 05/02/2019 18:39:07

    Mais de vinte e oito mil mulheres aderem ao planeamento familiar

    Lubango - Vinte oito mil e 264 novas mulheres em idade fértil aderiram ao Programa de Planeamento Familiar em 2018 nas diversas unidades hospitalares da província da Huíla, um aumento de treze mil e 57 pacientes em relação a 2017.

  • 05/02/2019 14:08:39

    Doenças à espreita nos mercados a céu aberto

    Luanda - Frequentados há mais de 20 anos, os mercados a céu aberto ganharam o "rótulo" de principal ponto de venda de produtos a retalho em Luanda, essencialmente os do ramo alimentar. Todos os dias, atraem milhares de clientes, em busca de diversidade e baixos preços.

  • 02/02/2019 23:37:11

    Município de Kimbele ganha hospital de referência

    O município de Kimbele que dista a 261 quilómetros da cidade do Uíge, sede capital da província, conta com um novo hospital de referência, inaugurado este sábado, pelo governador local Mpinda Simão.

  • 01/02/2019 15:36:21

    Governador quer mais médicos na periferia

    Luanda - O governador da província de Luanda, Sérgio Luther Rescova, recomendou, nesta sexta-feira, o reforço do número de médicos no centro de saúde km12A, município de Viana, com vista a dar melhor resposta às solicitações dos utentes.