Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

21 Maio de 2019 | 22h17 - Actualizado em 22 Maio de 2019 | 05h41

Ministra aponta atenção aos cuidados primários de saúde

Luanda - A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, afirmou, nesta terça-feira, em Genebra (Suiça), que o Executivo angolano olha para os cuidados primários de saúde como uma prioridade para o desenvolvimento global e da justiça social.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministras da Saúde de Angola, Sílvia Lutucuta, em Genebra, Suíça

Foto: Cedida

A ministra, que falava na plenária da 72ª Assembleia Mundial da Saúde, realçou que a visão e os objectivos configuram à saúde como um factor incontornável do desenvolvimento global do país e da justiça social, realizando esforços para, gradualmente, garantir a cobertura universal de saúde, assegurar a equidade na atenção, melhorar os mecanismos de gestão, oferecer serviços permanentes cada vez com maior qualidade, ultrapassar barreiras geográficas e financeiras na perspectiva da erradicação da pobreza.

Não obstante os progressos realizados, disse, o acesso da população aos serviços básicos de saúde é ainda limitado, reafirmando, no entanto, que as

iniciativas para a melhoria da saúde e da prestação de serviços está a acompanhar a reforma do Estado, no âmbito da desconcentração, descentralização e recentemente na criação das autarquias, procurando manter a governabilidade do sistema de saúde, reforçando a inter-sectorialidade e promovendo a participação comunitária no desenvolvimento do sistema de saúde para responder as suas necessidades.

Para o efeito, avançou Sílvia Lutucuta, no âmbito do financiamento, o orçamento da saúde aumentou de 3,6% para 7,2% do Orçamento Geral do Estado, não obstante a crise económica, demonstrando a vontade do Governo em priorizar o sector da saúde.

De acordo com a governante, os esforços nacionais para melhorar o acesso e qualidade na prestação de serviços passam pela contratação de mais profissionais de saúde, o desenvolvimento de um sistema de compras agrupadas de medicamentos essenciais em curso, bem como a isenção de taxas aduaneiras na importação de medicamentos, reagentes, equipamentos hospitalares e agravamento de taxas para o tabaco, bebidas espirituosas e outros produtos de luxo para suportar os custos dos programas de saúde pública.

A introdução de novas tecnologias para aumentar o acesso e melhorar a prestação de cuidados de saúde mais especializados em lugares remotos, nomeadamente a telemedicina e a saúde digital são iniciativas em processo de desenvolvimento a ser integradas nas acções de aumento da capacidade local de resolução de problemas de saúde.

Assuntos Saúde  

Leia também
  • 19/05/2019 15:53:44

    Angola participa na 72ª sessão da Assembleia Mundial da Saúde

    Luanda - Uma delegação angolana chefiada pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, está desde as primeiras horas deste domingo, em Genebra (Suíça), para participar de 20 a 28 do mês em curso, na 72ª sessão da Assembleia Mundial da Saúde, destinada a debater e analisar questões de saúde que incluem estratégias e mecanismos para o bem-estar universal.

  • 18/05/2019 17:30:48

    Governo solicita envolvimento geral no combate ao sarampo

    Saurimo - O governo provincial da Lunda Sul exortou hoje (sábado), em Saurimo, a necessidade do envolvimento geral na campanha de vacinação contra o sarampo.

  • 18/05/2019 13:30:49

    Consulta pré natal apontada como pilar para reduzir pré eclampsia

    Luanda - A consulta pré natal e o planeamento familiar são pilares determinantes para diminuir os casos de pré eclampsia (fase que antecede a hipertensão) e circunstancialmente a mortalidade materna, disse hoje, em Luanda, a médica de ginecologia e obstetrícia Manuela Sotto Mayor.