Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

31 Março de 2020 | 21h58 - Actualizado em 31 Março de 2020 | 21h58

COVID - 19: Novas 90 amostras negativas

Luanda - As autoridades sanitárias processaram, nas últimas 24 horas, 90 amostras negativas de casos suspeitos do novo coronavírus (COVID - 19), anunciou, esta terça-feira, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretário de Estado para a saúde Pública, Franco Mufinda

Foto: António Escrivão

 

Ao falar na tradicional conferência de imprensa sobre actualização da situação da pandemia no país, afirmou que o rastreio foi feito no centro de quarentena de Calumbo.

Em função destes resultados, anunciou que está se programar, nas próximas 24 horas, a saída das pessoas de forma paulatina dos centros de quarentenas para as suas casas.

Ainda nas últimas 24 horas, foram registadas 444 chamadas no Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), das quais 36 de alerta de casos suspeitos de COVID-19, 219 de denúncias de violações de quarentena domiciliar.

Efectuou-se ainda a monitorização, em quarentena domiciliar, de 53 pessoas, a avaliação de 31 casos suspeitos descartados, cinco investigados e três casos validados e encaminhados às unidades sanitárias de referência.

Em termos de quarentena, estão 1.802 pessoas, sendo 788 a cumprirem a quarentena domiciliar e 1.014 institucional.

Em termos geográficos, Bengo controla, nos dois regimes, cinco pessoas, Benguela (135), Bié (05), Cabinda (117), Cunene (233), Huambo (25), Huila ( 33), Cuanza Norte (9), Cuanza Sul (15), Luanda (1010), Lunda Norte (34), Lunda Sul (05), Malanje (8), Namibe (12), Uige (153) e Zaire (3).

Paciente curado recebe alta

O primeiro dos cinco pacientes curado do coronavirus (COVID-19) pode receber alta hospitalar, por melhoria, já nesta quarta-feira, depois de quase 20 dias de internado numa das unidades de referência do país.

Por outro lado, anunciou que, além do Hospital da Barra do Kwanza, estão a ser preparado o Hospital do Prenda, que pode deixar de prestar os seus serviços normais, num curto espaço de tempo, para atender eventuais casos de coronavírus.

Com o mesmo fito, o Hospital Américo Boavida vai, também, equipar um espaço para acolher doentes de coronavíros, além de pretender reactivar o antigo centro de tratamento de casos.

O Hospital Psiquiátrico terá, igualmente, uma secção pediátrica para cuidar dos prováveis casos de infecção por coronavírus em crianças.

Vítimas de coronavírus já enterradas

As primeiras duas pessoas falecidas vítimas de novo coronavírus no país foram hoje a enterrar, num funeral discreto e longe dos olhares da maioria dos familiares, anunciou o porta-voz do Ministério do Interior, Waldemar José.

“Tivemos que prestar asseguramento ao funeral das duas vítimas de COVID-19, numa cerimónia que contou com a participação de poucas pessoas por recomendação das autoridades sanitárias”, disse, em conferência de imprensa.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 30/03/2020 19:16:28

    Covid-19: Primeiro paciente recuperado

    Luanda - Um dos cinco cidadãos infectados com Covid-19, sob controlo das autoridades sanitárias, está recuperado, anunciou hoje (segunda-feira), em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

  • 29/03/2020 14:45:11

    Jovens voluntários doam sabão a desfavorecidos em Luanda

    Luanda-Um grupo de jovens voluntários doaram três mil barras de sabão azul a famílias desfavorecidas, em Luanda, no âmbito do combate ao coronavírus.

  • 29/03/2020 10:35:11

    Covid-19: Angola acelera testes

    Luanda - Angola está em condições para, a partir deste domingo, realizar entre 50 e 100 testes diários a cidadãos suspeitos de infecção por coronavírus, anunciou, sábado, a ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta.