Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

27 Maio de 2020 | 23h53 - Actualizado em 28 Maio de 2020 | 14h47

Covid-19: Paciente activo com atenção especial

Luanda - O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, informou hoje, quarta-feira, em Luanda, haver um paciente de 51 anos internado por Covid-19, que requer uma "atenção especial" em termos de assistência médica.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Franco Mufinda, secretário de Estado para a Saúde Pública

Foto: Clemente dos Santos

O responsável fez essa revelação durante a actualização dos dados das últimas 24 horas sobre a pandemia no país, sem entrar em detalhes.

A Angop apurou que o doente em causa padece de outras doenças crónicas, estando internado na Clínica Multiperfil. O mesmo foi infectado pelo conhecido caso 50 (transmissão local), evolvendo o octogenário falecido no dia 18 do corrente mês, que chegou ao país em Fevereiro último.

Ultimas 24 horas

Segundo o boletim informativo sobre a pandemia, nas últimas 24 horas, foram confirmados mais dois casos novos de Covid-19, elevando para 73 (45 de transmissão local), quatro óbitos, 18 recuperados e 50 doentes activos e estáveis.

CISP

Nesse período, o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 48 chamadas, todas relacionadas com pedidos de informação da Covid-19.

INIS

Enquanto isso,  o Instituto Nacional de Investigação em Saúde (INIS) processou 8.455 amostras, 73 das quais positivas e 7.626 negativas. De momento, estão em processamento 756.

O Boletim sanitário dá conta da investigação de 453 casos suspeitos, 1.120 contactos em vigilância, assim como 1.102 pessoas  em quarentena institucional, numa altura em que 50 pessoas receberam alta em Luanda, no Bié (01), na Lunda Norte (01), Huíla (02) e em Cabinda (04).

Assuntos Saúde   Sociedade  

Leia também