Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

22 Setembro de 2020 | 21h38 - Actualizado em 22 Setembro de 2020 | 21h37

Covid-19: Maianga lidera estatística nacional

Luanda - Com o registo de 426 infectados, 117 recuperados e 28 óbitos de Covid-19, o distrito urbano da Maianga, município de Luanda, lidera o quadro estatístico nacional, comparativamente às outras regiões do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ilustração do COVID-19

Foto: Divulgação

O número de infectados nesse distrito representa 18 por cento de todos os casos activos da província de Luanda, que soma um acumulado de dois mil e 377 doentes activos, mil e 354 recuperados e 146 óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico das últimas 24 horas do país.

Contrariamente ao número de casos positivos, recuperados e mortes na Maianga, o município de Belas (Luanda) regista o maior número de recuperações, somando 128 curados da Covid-19.

Paralelamente a província de Luanda, o epicentro da pandemia, Cabinda segue a lista das 16 províncias afectadas pela Covid-19, registando um total de 99 doentes activos e um recuperado.

A seguir vem a província do Zaire, que soma 44 casos activos (42 no município do Soyo e dois em Mbanza Congo) e 69 recuperados (Soyo).

Seis meses depois de Angola ter confirmado os dois primeiros casos positivos de covid-19, as províncias do Cuando Cubango e Namibe são as únicas que ainda não registaram nenhum infectado.  

Ao actualizar o quadro epidemiológico do país, nas últimas 24 horas, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, deu a conhecer que 113 dos 155 óbitos registados em Angola foram diagnosticados em pessoas com idade acima dos 50 anos.

Referiu ainda que 65.5% do total de infectados no país têm idade compreendida entre 20 a 49 anos, representado a maior parte de contaminados.

Desse leque, sublinhou, 29 por cento dos doentes situa-se na faixa etária dos 30 aos 39 anos de idade.

Segundo o quadro estatístico, nessas faixas etárias, a maior parte são homens, que representam 62% do total dos doentes, enquanto as mulheres representam 38%.

Sem precisar o número ou a percentagem de casos positivos, Franco Mufinda apontou o sexo feminino como a mais predominante na faixa etária dos zero aos 9 anos.

Com a confirmação de 119 novos casos positivos, 13 recuperações e um óbito, nas últimas 24 horas, Angola regista um total de 4 mil e 236 contaminações, dos quais dois mil 619 activos, mil e 462 recuperados e 155 óbitos.

Assuntos Angola  

Leia também