Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

24 Outubro de 2020 | 19h29 - Actualizado em 26 Outubro de 2020 | 14h23

Médico considera "oportunas" medidas contra Covid-19

Luanda - O médico angolano Mário Frestas considerou, este sábado, "decisão rápida e oportuna" a actualização, sexta-feira, das medidas de prevenção e controlo contra a propagação da Covid-19 no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o também professor da Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, "são medidas que visam melhorar o nível de vida da população, permitir que a economia funcione e evitar que os problemas sociais sejam tão graves".

O médico falava numa conferência, por vídeo-conferência, designada "Covid-19, impacto geopolítico, económico e social em Angola", destinada a deputados, membros dos comités municipais e comunais do MPLA.

No evento, realizado no Complexo Turístico Futungo II, em Luanda, Mário Frestas sublinhou a importância de todos colaborarem para o sucesso destas medidas e evitar a propagação da pandemia.

No entender do professor, um atraso na decisão poderia resultar na ineficácia das medidas, principalmente no campo da  monitorização, pelo facto de o vírus ter alta capacidade de propagação.

"As novas medidas são mais restritivas e agravadas", observou, tendo alertado pelo facto de a actualização das medidas de prevenção, pelo Governo angolano, ter acontecido "não no final da vigência do anterior Decreto, mas ao meio da sua vigência".

Para Mário Frestas, isso é um sinal evidente de que a pandemia está a evoluir no país, exigindo uma monitorização e avaliação cada vez mais célere.

Socorrendo-se a “linguagem de xadrez”, disse que existem situações na vida que obrigam a usar o "cheque duplo", numa alusão a decisões difíceis, mas que colocam equilíbrio no tabuleiro.

Na sua visão, o problema é maior do que a doença, pois atinge o crescimento económico e o desenvolvimento humano do país, onde a Covid-19 coloca desafios no sector da Saúde, Educação, bem como aumenta a pobreza e o desemprego.

O director do Centro de Formação Política do MPLA, Domingos Dombele, afirmou que a direcção do partido no poder em Angola tem procurado encontrar as melhores vias para o combate à pandemia e para diminuir os seus efeitos negativos.

Segundo Mário Frestas, do ponto de vista geopolítico e social, Angola é um dos primeiros países, principalmente em África, que tomou medidas acertadas para travar o impacto da doença.

Reconheceu que a pandemia está a dificultar o desenvolvimento quotidiano de Angola, sublinhando, por este facto, que cada militante do MPLA deve ser o primeiro a comunicar com a comunidade e a cumprir as regras e medidas de biossegurança.

Assuntos Sociedade  

Leia também
  • 25/10/2020 23:09:53

    Covid-19: Cidadãos violam regras sanitárias

    Luanda - Apesar do aumento substancial de casos de Covid-19 em Angola, particularmente na província de Luanda, milhares de cidadãos continuam a ignorar, em diferentes localidades do país, as medidas de prevenção e controlo da pandemia.

  • 14/10/2020 11:14:39

    Hospital do Golungo Alto ganha equipamentos ecografia e raio-X

    Golungo Alto - O Hospital Municipal do Golungo Alto, província do Cuanza Norte, ganhou, na terça-feira, um ecógrafo e um aparelho de raio-X.

  • 08/10/2020 17:34:15

    Covid-19: Parteiras tradicionais em Menongue capacitadas

    Menongue - Vinte parteiras tradicionais de Menongue, capital do Cuando Cubango, foram capacitadas na quarta-feira sobre medidas preventivas e combate à Covid-19, sobretudo o uso de máscaras faciais, álcool em gel e outros meios de biossegurança.