Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

22 Outubro de 2020 | 20h37 - Actualizado em 22 Outubro de 2020 | 20h37

Sessenta e seis pacientes recebem alta no Hospital de Campanha de Viana

Luanda - Sessenta e seis pacientes, entre mulheres e homens, tiveram alta clínica, nesta quinta-feira, no Hospital de Campanha de Viana, em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Hospital de Campanha de Viana

Foto: Pedro Parente

Os pacientes em causa fazem parte de grupo de 265 recuperados, nas últimas 24 horas, sendo 243 recuperados são de Luanda, sete do Zaire, seis em Cabinda, três em Benguela, duas no Cuanza Norte, e Bengo, Cuanza Sul, Huíla e Moxico com, respectivamente, uma pessoa cada.

Durante a cerimónia da entrega da alta clínica e do comprovativo, alguns pacientes precisaram que esta doença deve ser respeitada por todos e que a ignorância seja colocada de parte, pelo facto de à Covid-19 estar a dizimar vidas de muitos cidadãos.

A propósito, em declarações à imprensa, o director-geral da unidade sanitária, Pascoal Folo, disse que os cidadãos devem ter noção das consequências que esta doença está a provocar ao ser humano.

Desde a sua inauguração, em Junho do ano em curso, de acordo o Director-Geral, este é o maior número de altas conferidas aos pacientes curados.

Já passaram neste hospital  705 pessoas, sendo 529 homens e 176 mulheres.

Deste número, 596 pacientes já tiveram altas clínicas e 49 foram a óbito.

Dos pacientes internados e tratados, 280 pertencem às forças de defesa e segurança e 425 são civis.

Actualmente o hospital conta 108 doentes, dos quais quatro graves, 49 moderados e os restantes leves.

Localizado na Zona Económica Especial (ZEE), no município de Viana (Luanda), esse centro é o maior e o principal do país, erguido numa área de oito mil metros quadrados.

Depõe de nove naves, para mil camas e recebeu os primeiros pacientes a 9 de Junho.

A infra-estrutura sanitária, orçada em mais de mil milhões de Kwanzas, conta com serviços de cuidados intensivos, intermédio e atendimento geral, com médicos e paramédicos, e está preparada para atender outros surtos, como cólera, febre-amarela e marburg.

O hospital conta com mais de 30 ventiladores e 140 camas para os cuidados intensivos, um laboratório de análises, monitores, bombas de perfusão e infusão, máquinas de hemodiálise e para raio x, bloco operatório, área de esterilização, entre outros compartimentos e serviços.

Assuntos Província » Luanda   Saúde  

Leia também
  • 22/10/2020 20:00:40

    Covid-19: Angola regista 265 recuperações e 244 novos casos

    Luanda - As autoridades sanitárias angolanas anunciaram, nesta quinta-feira, o registo, nas últimas 24 horas, de 265 pacientes recuperados da Covid-19, 244 novas infecções e cinco óbitos.

  • 22/10/2020 12:46:46

    Lunda Sul prevê imunizar mais de 90 mil crianças contra pólio

    Saurimo - Noventa e sete mil e 919 crianças, dos zero aos cinco anos de idade, serão vacinadas na campanha integral contra a poliomielite, na província da Lunda Sul, informou hoje, quinta-feira, o oficial da Organização Mundial da Saúde na região, Armando Aspirante.

  • 21/10/2020 21:15:58

    Covid-19: Doentes positivos no Uíge sobe para 39 casos

    Uíge - Com o anúncio de mais 15 novos casos de Covid-19 no Uíge hoje, quarta-feira, pelo Secretário de Estada da Saúde Pública, Franco Mufinda, a província sobe para 39 doentes da pandemia, contra os 24 anteriores.