Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Maio de 2015 | 17h49 - Actualizado em 22 Maio de 2015 | 17h49

Angola: Responsável da fiscalização da cidade de Luanda quer actuação modesta

Luanda - O director dos Serviços de Fiscalização da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda ( CACL), Fernando Luís João, apelou hoje, sexta-feira, no Distrito Urbano da Maianga, aos efectivos afectos a circunscrição, no sentido de desempenharem com simplicidade a actividade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O responsável fez esse apelo num encontro com efectivos do sector, tendo realçado que um agente da fiscalização não é um indivíduo que no dia-a-dia do seu trabalho intervém apenas para sancionar o cidadão transgressor das normas administrativas, mas alguém que deve também antes de tudo explicar ao outro das razões da aplicação da sanção.

Deu a conhecer que a CACL, instituição gestora do Serviço de Fiscalização, está a levar acabo um processo de mudança da actuação do fiscal, tendo explicado que o objectivo é que no futuro seja um indivíduo mais pedagógico.

Apelou aos fiscais para não pactuarem com qualquer ilegalidade que seja e a agir sempre como servidores públicos, respeitando e fazendo respeitar os diplomas legais.

Na ocasião, ouviu inquietações de alguns funcionários, tais como falta de condições de trabalho, assistência médica e medicamentosa e algumas ofensas morais por parte de alguns cidadãos.

Em resposta, Fernando Luís João orientou os seus colaboradores, no sentido de trabalharem para a mudança do quadro actual.

Quanto aos insultos que têm sido alvos no exercício da actividade, por parte de alguns munícipes, exortou os funcionários para não enfraquecerem e informarem aos responsáveis para que tais indivíduos sejam chamados a razão.

Encontros de género já  foram promovidos nos Distritos Urbanos do Rangel, Sambizanga e Samba.

Leia também
  • 02/02/2019 13:06:34

    Chuva alaga ruas e mais de 700 residências em Luanda

    Luanda - Setecentas e 11 residências inundadas, algumas escolas, centros e postos médicos alagados, assim como ruas intransitáveis, mas sem o registo de vítimas humanas, são o resultado da chuva que caiu durante sete horas na sexta-feira (1), na província de Luanda, segundo dados provisórios divulgados hoje, sábado.

  • 01/02/2019 23:36:45

    Deputados da UNITA sugerem aumento dos postos de identificação

    Luanda - Deputados do grupo parlamentar da Unita manifestaram-se preocupados, face as enchentes que se registam nos postos de Identificação Civil e Criminal no município de Viana, em Luanda, e sugerem o aumento de mais serviços para se atenuar a demanda.

  • 31/01/2019 13:37:17

    Maior parte dos incêndios é causado por negligência

    Luanda - Cinquenta e um incêndios dos 72 registados, em Luanda, durante o mês de Janeiro deste ano, foram provocados por negligência, menos cinco em relação ao mesmo período de 2018.

  • 31/01/2019 13:15:38

    PN detém oficial no Cazenga por suspeita de corrupção

    Luanda - A Polícia Nacional deteve, na última quarta-feira, 30, um sub-chefe pertencente à 12ª esquadra, no município do Cazenga, em Luanda, por alegado envolvimento em actos de corrupção.