Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Outubro de 2017 | 18h08 - Actualizado em 12 Outubro de 2017 | 18h07

Autoridades administrativas de Viana prometem demolição de mais obras

Luanda - As autoridades administrativas do município de Viana, em Luanda, pretendem continuar demolir as residências em construção e outras obras erguidas sem autorização, licença de vedação, ou que não obedeçam as normas técnicas, no distrito urbano do Zango.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Demolição (Arquivo)

Foto: Angop

Essa informação foi avançada à Angop hoje, quinta-feira, em Luanda, pelo administrador municipal adjunto para área técnica, infra-estruturas e serviços comunitários, Fernando Binje, adiantando que até ao momento já foram demolidos quatro muros de vedação e 38 casas em construção nos Zangos I,II e III/ B.

“ Do levantamento feito ao nível do distrito do Zango, são mais de mil casas em construção que serão demolidas, que estão a ser construídas de forma ilegal, anárquica e em zonas de risco, como linhas de passagem de águas pluviais”, disse.

O responsável adiantou que as demolições não vão se restringir à zona do Zango, mas que serão estendidas a outras áreas do município com obras em igual situação.

“Em todos os distritos de Viana e na comuna de Calumbo temos obras construídas em zonas de risco, sem autorização, e que serão igualmente demolidas”, frisou.

O administrador adjunto explicou que a campanha surge para repor a legalidade, o que implica demolir todas as obras feitas sem autorização, sem licença de vedação, sem licença de construção e sem obedecer a qualquer norma técnica.

Afirmou que a campanha não vai parar por aqui, de modo a obrigar as pessoas a legalizarem os espaços e as obras, antes de começarem a construir.

Essa iniciativa tem ainda por objectivo levar as pessoas a adquirirem espaços legalmente, desencorajar os invasores de terrenos e os transgressores.

O município de Viana é um dos mais populosos do país com cerca de dois milhões de habitantes.

Leia também
  • 12/10/2017 18:17:18

    Angola: Antes da Paroquia de Fátima replica vai percorrer algumas ruas de Luanda

    Luanda - Uma procissão foi preparada para permitir que a réplica da imagem de Nossa Senhora de Fátima seja venerada pelos seus devotos e féis católicos, após a sua chegada no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, proveniente do Santuário de Fátima, Portugal.

  • 12/10/2017 15:36:16

    Angola: FAS e INEFOP formam mais de 100 empreendedores em Cacuaco

    Luanda - Cento e cinquenta munícipes de Cacuaco, ligados as actividades produtivas e de comércio, foram formados durante 15 dias pelo Fundo de Apoio Social (FAS) e INEFOP local, cerca de 18 quilómetros ao norte da cidade de Luanda.

  • 11/10/2017 19:26:14

    Réplica da Nossa Senhora de Fátima aguardada em Luanda

    Luanda - Dezenas de fiéis católicos trabalham nos preparativos para a recepção, na próxima sexta-feira (13), em Luanda, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, da réplica da Nossa Senhora de Fátima, proveniente do Santuário de Fátima em Portugal, soube hoje, a Angop de fonte da organização.

  • 11/10/2017 13:04:09

    Kilamba Kiaxi pede participação dos munícipes na gestão comunitária

    Luanda - A administradora municipal do Kilamba Kiaxi, Albina Guilhermina Luísa, solicitou a participação dos munícipes na gestão das comunidades para acabar com as situações de transgressão administrativa que perturbam os cidadãos.