Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Janeiro de 2018 | 13h11 - Actualizado em 14 Janeiro de 2018 | 13h11

Bié: Novos sistemas abastecimento de água entram em funcionamento em Maio

Cuito - Os novos sistemas de água potável, consignados em Setembro de 2016, nos municípios do Cuito, Cunhinga, Cuemba, Nhârea, Chitembo, e Chinguar, entram em funcionamento no mês de Maio deste ano, no âmbito das estratégias de governo de melhorar a qualidade de vida da população.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Lucrécio Costado - Diretcor nacional das Águas, do ministério da energia e águas.

Foto: Cedida

Bié: Sistema de tratamento de água da comuna do Cunje/Cuito

Foto: BARTOLOMEU DO NASCIMENTO

O anuncio foi feito hoje, domingo, pelo director nacional das Águas, Lucrécio Costa, durante o balanço da visita de dois dias do ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, à província, que visou avaliar o desempenho do sector que dirige na província.

As obras dos sistemas de captação, tratamento e distribuição do “precioso líquido”, segundo Lucrécio Costa, decorrem a bom ritmo, e estão a cargo das empresas chinesas CR20 e “CTCE”, à luz da linha de crédito da China.

Sem avançar o valor do investimento, Lucrécio Costa afirmou que os sistemas comportam uma conduta de três mil e 680 metros junto à Estação de Tratamento de Água, um reservatório de 50 metros cúbicos, bem como serão instaladas mil e 600 ligações domiciliares para beneficiar perto de 20 mil habitantes nas referidas municipalidades.

Os empreendimentos terão 20 anos de tempo útil, vão ainda comportar 14 novos chafarizes e a reabilitação de 17 outros em cada município.

Relativamente ao município do Andulo, Lucrécio Costa mostrou-se indignado pelo facto do antigo sistema ter funcionado apenas um ano, criando assim constrangimentos no fornecimento de água potável às famílias, devido a “desorganização” institucional e dos habitantes.

Apelou os consumidores a conservarem os bens públicos e a ter a cultura de pagamento do consumo de água para que o Governo possa construir mais empreendimentos sociais, assim como garantir as manutenções dos sistemas.

A província do Bié, centro de Angola, tem uma extensão de 70.314 quilómetros quadrados, uma população de um milhão, 455 mil 233 Habitantes, distribuídos em nove municípios, 30 comunas e mais de três mil aldeias.

O sector das águas na região controla 916 furos, 45 pequenos sistemas suportados com painéis solares e oito sistemas de captação, tratamento e distribuição das sedes municipais.

Leia também