Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Janeiro de 2018 | 13h26 - Actualizado em 12 Janeiro de 2018 | 13h26

Bombeiros reforçam medidas preventivas para evitar afogamentos

Luanda - O comando provincial do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB) pretende intensificar, nos próximos dias nos bairros, as medidas preventivas contra afogamentos devido as morte registadas nos últimos dias nas lagoas da periferia da cidade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo dos Bombeiros

Foto: Angop

Em declarações hoje, sexta-feira, à Angop, o porta-voz dos bombeiros, Faustino Minguês, disse que depois da morte da criança de seis anos de idade na bacia de retenção do coelho, no distrito da Estalagem, em Viana, um outro menino de dez anos morreu nas mesmas circunstâncias no bairro do Bate-chapa, em Cacuaco, tendo o corpo sido retirado na tarde de quinta-feira.

Lamentou o facto dos pais e encarregados de educação não levarem em conta as medidas preventivas e profiláticas divulgadas pelos bombeiros, principalmente na periferia da cidade, para que as pessoas se previnam de acidentes do género.

Defendeu ainda a necessidade de maior envolvimento das administrações municipais, distritais, autoridades tradicionais, igrejas e escolas.

Outra medida defendida pelo porta-voz é a vedação das lagoas e bacias de retenção, de formas a dificultar o acesso da população nestes locais, principalmente de crianças.

Entretanto, nas últimas 24 horas, os bombeiros intervieram em cinco incêndios causados por curto-circuito, negligência e fogo posto que afectaram habitações.

Os incêndios ocorreram nos municípios de Luanda (Samba e Maianga), Viana (bairro da Sanzala), Cazenga (Tala hadi) e Kilamba-Kiaxi (Avo Cumbi).

Os bombeiros prestaram os primeiros socorros a dois cidadãos nos municípios de Viana (Zango) e Cacuaco (Centralidade do Sequele) e desencarceraram três pessoas que se encontravam entaladas nas ferragens de uma viatura depois de esta ter embatido em um separador de betão na avenida Fidel Castro.

Leia também