Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Fevereiro de 2018 | 16h11 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2018 | 08h35

Huambo terá energia eléctrica da barragem de Laúca este ano

Huambo - A província do Huambo, localizada na região centro de Angola, terá, ainda este ano, energia eléctrica do Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca, através do processo de interligação dos sistemas norte, centro e sul do país, informou o governador local, João Baptista Kussumua.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Aproveitamento Hidroelectrico de Laúca

Foto: Pedro Parente

Em declarações à imprensa, o governante pontualizou o bom andamento dos trabalhos, pois a colocação das torres de condução dos cabos de alta tensão já atingiu a província do Huambo, estando a decorrer o processo de lançamento das linhas de transporte de energia eléctrica.

Admitiu que, enquanto se aguarda pela energia de Laúca, a província continuará a registar dificuldades no fornecimento do produto, uma vez que o Aproveitamento   Hidroeléctrico do Gove, com a capacidade instalada de 60 megawatts, está inoperante divido ao baixo nível da água na sua albufeira.

João Baptista Kussumua precisou que actualmente a albufeira do Gove, inaugurado em 2012, possui  1.574 metros cúbicos, quando são necessários um nível acima dos 1.588 metros, numa diferença de 14 metros de altura.

“Existe uma depreciação de água, por isso, temos de poupá-la, através de uma lógica alternativa nos bairros, para permitir que as áreas administrativas, hospitalares e ligadas aos órgãos de defesa, segurança e ordem interna tenham acesso à corrente eléctrica produzida pela Central Térmica do Belém”, asseverou.

De acordo com o governante, a província está a ser abastecida por 25 megawatts produzidos por duas turbinas da Central Térmica do Belém, com a capacidade instalada de 50 megawatts, mas dificuldades na aquisição de combustíveis condicionam o seu pleno funcionamento.

Por isso, manifestou convicção no desenvolvimento económico e social da província com o fornecimento de energia eléctrica a partir de Laúca, um impulso ao fomento da indústria transformadora.

O Aproveitamento Hidroelectrico de Laúca é um projecto estruturante inserido no Plano Nacional de Desenvolvimento, para debitar ao sistema eléctrico nacional dois mil e 700 megawatts.

Começou a ser construído 2012 e concluído em 2017 com a entrada em funcionamento da primeira turbina de 334 megawatts.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também