Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

17 Maio de 2018 | 15h36 - Actualizado em 17 Maio de 2018 | 15h36

INADEC intensifica sensibilização sobre importância do livro de reclamação

Ondjiva - Com o objectivo de despertar os agentes económicos na província do Cunene da importância do livro de reclamação, técnicos do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), desdobram-se nos últimos meses a nível das unidades comercias no esclarecimento sobre uso do livro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cunene: livro de reclamação do INADEC

Foto: José Cachiva

A informação foi avançada hoje, quinta-feira, à Angop pelo director local do INADEC no Cunene, Bernardo Hilundilwa, referindo que o livro é de uso obrigatório, por constituir um instrumento de fiscalização nos estabelecimentos de atendimento público.

Sublinhou que as acções de sensibilização e esclarecimento acontece numa primeira fase a nível dos estabelecimentos comercias na cidade de Ondjiva e fruto desse trabalho aturado foram já vendidos 77 livros ao preço de oito mil Kwanzas, dos 150 enviados pela direcção geral do INADEC, em Março deste ano.

Bernardo Hilundilwa lembrou que as empresas devem adquirir este livro de reclamações e a não aquisição desse instrumento de denuncia do consumidor, o agente económico incorre a multa de 110 a 200 mil Kwanzas.

O livro de reclamações dispõe de 77 páginas serve de um instrumento de fiscalização e prevenção de conflitos, contribuindo para qualidade de serviço prestado pelos fornecedores de bens e serviços, a luz do Decreto Presidencial nº 234/16 de 9 de Dezembro.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 16/05/2018 11:54:41

    Curoca terá loja de registo civil este ano

    Ondjiva - Com O objectivo de melhorar o acesso à emissão do Bilhete de Identidade (B.I.), a população residente no município do Curoca, 333 quilómetros de Ondjiva, capital da província do Cunene, irá contar ainda este ano, com uma loja de Identificação Civil, soube hoje, quarta-feira, à Angop de fonte segura.

  • 15/05/2018 07:16:27

    Cemitério do Cuanhama está um matagal e clama por limpeza

    Ondjiva - O Cemitério Municipal do Cuanhama, província do Cunene, está a transformar-se em matagal e clama por manutenção de quem de direito, afim de se dar outra imagem ao local.

  • 15/05/2018 02:46:21

    Identificação Civil no SIAC Cunene sem equipamento para funcionar

    Ondjiva - Os Serviços de Identificação Civil, alocados nas instalações dos Serviços Integrados de Atendimento ao Cidadão (SIAC), na província do Cunene, não funcionam há um ano, porque até ao momento aguardam por equipamentos, disse hoje, segunda-feira, em Ondjiva, o chefe local de Identificação Civil na região, Zacarias Hossi Oliveira.