Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Junho de 2018 | 19h46 - Actualizado em 11 Junho de 2018 | 18h34

Caxito acolhe acto nacional da luta contra trabalho infantil

Caxito - A cidade de Caxito, capital da província do Bengo, acolhe, nesta terça-feira, o acto nacional do Dia Mundial da luta contra o trabalho infantil (12 de Junho).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo uma nota do Secretariado da Comissão Executiva da Unta-Confederação Sindical enviada hoje, segunda-feira, à Angop, o acto visa analisar as políticas e medidas adoptadas para desencorajar a prática de exploração de crianças e erradicação do trabalho infantil.

No Bengo, o Instituto Nacional da Criança (INAC) registou, de Janeiro até a presente data, 16 casos de prática do trabalho infantil, através de denúncias de cidadãos, segundo o chefe dos serviços da instituição, Luciano Chila.

Este número de casos abrange 62 crianças que exercem actividade em fazendas agrícolas, nas áreas de fabrico de carvão vegetal, nas fábricas de blocos, lavagem de carros e chamamento de passageiros nos mercados e paragens de táxi. 

Afirmou que as crianças realizam este tipo de trabalho por obrigação dos próprios pais, situação que inquieta o INAC e toda sociedade.

Sublinhou que uma criança que exerce esta actividade deixa de estudar, situação que não deve suceder, para não arruinar o processo do ensino-aprendizagem dos menores.

Disse que o INAC tem sensibilizado os pais, responsáveis das fazendas agrícolas e fábricas de blocos para se absterem destas práticas sob pena de serem responsabilizados criminalmente.

Sublinhou que grande parte destes casos é detectado nas visitas de campo realizadas pelas equipas multissectoriais que dão o devido tratamento no local da ocorrência.

A prevenção e combate do trabalho infantil, de acordo com Luciano Chila, deve passar necessariamente pela educação, sensibilização das famílias através de palestras, debates, encontros de reflexão, mesas redonda, entre outras acções que sirvam de mais-valia.

O Dia Mundial da Luta contra o Trabalho Infantil (12 de Junho) foi instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em protesto à injustiça contra muitas crianças, que trabalham longas jornadas em condições perigosas e frequentemente expõem suas vidas em risco.

É neste quadro que a data começou a ser comemorada em 2002, por iniciativa da OIT (Organização Internacional do Trabalho), com o objectivo de chamar a atenção da sociedade e governos sobre a importância da implementação da convenção que estabelece a idade mínima para admissão ao emprego.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também