Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

13 Junho de 2018 | 14h50 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 14h49

Mais de 200 funcionários públicos recebem salários então suspensos

Cuito - Duzentos e trinta e um dos mil e 135 funcionários da função pública com salários suspensos, na província do Bié, pelo Ministério das Finanças no mês de Abril deste ano, vão beneficiar-se, a partir deste mês Junho, dos seus honorários.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação é do delegado provincial das finanças na região, Armindo Faria, em declarações a imprensa local, hoje, no Cuito, após a realização da II Assembleia Geral dos Filiados do Sindicato local dos Trabalhadores da Educação, Cultura, Desporto e Comunicação Social, que visou obter informações e elucidar os funcionários do sector da educação sobre o processo.

Tendo em conta os cerca de 900 funcionários ainda suspensos, o governo da província, através do sector das finanças e os demais envolvidos, vão realizar ainda este mês (Junho) outra teste de prova de vida (cadastramento biométrico) a fim de reconfirmar a veracidade dos trabalhadores nos seus locais de serviços.

A realização novamente do cadastramento dos funcionários, sobretudo, na condição de suspensos, visa desencorajar e combater casos de protecionismo por parte dos gestores das instituições, que no seu entender, tem sido complexo identificar simplesmente com a documentação.

Enquanto, permanecer a situação, salientou, os funcionários lesados estão orientados a completar os processos em falta, como por exemplo, guia de início de funções, documentos médicos para os doentes e outros, que atestem a razão da sua suspensão.

Asseverou no entanto, para aqueles supostos funcionários públicos que muitos anos receberam salários, mais que não trabalham serão retirados nas folhas salários, apelando a calma por parte dos afectados, que não serão prejudicados nos locais de trabalho, assim como dos seus honorários.  

Assuntos Província » Bié   Sociedade  

Leia também
  • 05/02/2019 17:25:45

    Escolas de condução de Malanje sem equipamento multimédia

    Malanje - As escolas de condução da província de Malanje carecem de equipamento multimédia para as aulas e os exames teóricos de condução, sistema que facilita o trabalho dos instrutores, assim como garante mais destreza e conhecimento aos alunos.

  • 05/02/2019 16:24:27

    Jovens beneficiam de formação em artes e oficios no Cuito

    Cuito - Trezentas raparigas serão matriculadas na segunda acção formativa a ser promovida pela Igreja Evangélica de Angola (IECA), no Bié, com a inclusão dos cursos de decoração e corte e costura.

  • 05/02/2019 16:06:23

    Militar das FAA morto a tiro na Matala

    Matala - Um militar das Forças Armadas Angolanas (FAA), de 37 de anos de idade, afecto ao Batalhão de Logística, foi morto a tiro, domingo (3), por meliantes ainda não identificados, no bairro Calumbiro, no município da Matala, província da Huíla.

  • 04/02/2019 22:16:51

    Associação planta mais de 600 árvores na Banga

    Banga - Pelo menos 650 espécies de árvores ornamentais e fruteiras foram plantadas esta segunda-feira, na vila da Banga, sede do município com o mesmo nome, província do Cuanza Norte, numa acção da associação dos naturais e amigos da localidade, Anabanga.