Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

13 Junho de 2018 | 14h59 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 14h59

Nova responsável da Justiça aposta na expansão do registo de nascimento

Ndalatando- A expansão dos serviços de registo civil às zonas mais recônditas do Cuanza Norte, visando assegurar o registo do nascimento a todos os cidadãos, constitui a aposta da nova delegada província da Justiça e Direitos Humanos, Delfina Graciosa Camulombo, segundo declarou a mesma esta quarta-feira, em Ndalatando.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Delfina Graciosa Camulombo, nova delegada província da Justiça e Direitos Humanos

Foto: Estevão Manuel

Em declarações à imprensa, à margem da cerimónia de sua apresentação aos funcionários do sector, a responsável referiu, sem explicar como será feita essa aposta, que os cidadãos residentes na província do Cuanza Norte que ainda não possuem o registo de nascimento, que os certifique como cidadãos nacionais, terão agora ter a oportunidade de o fazê-lo.

Sublinhou que do conhecimento que possui sobre o sector, existem ainda na província um número elevado de cidadãos, entre crianças e adultos, que não possuem registo de nascimento e que essa tarefa se constituirá numa das acções a desenvolver durante o seu mandato.

“Temos consciência que temos ainda muitos cidadãos que estão sem o registo de nascimento, essa também é uma das metas que nós trazemos para ultrapassar”, referiu.

O reduzido número de magistrados judiciais para a cobertura do sector da justiça em toda província, constitui outra preocupação da nova responsável da Justiça, que prometeu trabalhar junto do ministério de tutela, para a solução do caso.

Delfina Graciosa Camulombo, apresentada hoje aos responsáveis e funcionário da justiça na província pela vice-governadora para o sector político, social e económico, Leonor da Silva de Lima e Cruz, antes de ser nomeada para as novas funções, ocupou o cargo de directora da provincial da Família e Promoção da Mulher, e substitui nessa função Pedro Manuel Mulanda.

Leia também
  • 16/06/2018 06:01:02

    Resenha: Festejos do Dia da Criança Africana destaque da semana

    Luanda - As celebrações do Dia da Criança Africana, 16 de Junho, é um dos assuntos de destaque do noticiário social da semana que hoje, sábado, termina.

  • 15/06/2018 21:13:34

    Regime trabalhador estudante uma das prioridades da LGT

    Luanda - O regime de trabalhador estudante é uma das prioridades da nova Lei Geral do Trabalho (LGT), ao contrário da antiga que periorizava o trabalho, cujo contrato é livre entre ambos, disse esta sexta-feira, em Luanda, a jurista Márcia Nigiolela.

  • 15/06/2018 20:16:41

    Filhos com enorme dívida moral sobre pais - considera sociólogo

    Luanda - Os filhos têm uma enorme dívida moral sobre os pais, respeitante a protecção na sociedade, considerou hoje, sexta-feira, o sociólogo Marcelino Pintinho.

  • 15/06/2018 17:06:56

    Deficientes físicos recebem kits profissionais

    Huambo - Quinze deficientes físicos residentes na província do Huambo receberam hoje, sexta-feira, kits profissionais de carpintaria e serralharia, oferecidos pela Fundação Lwini, no quadro do seu projecto de assistência às pessoas em condições vulneráveis.