Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Junho de 2018 | 12h58 - Actualizado em 14 Junho de 2018 | 12h58

Promoção de carreira depende de vagas

Luanda - Para haver promoção de carreiras nas empresas deve antes haver disponibilidade financeira e vagas lembrou hoje, quinta-feira, em Luanda, o director nacional das condições de rendimentos de trabalho do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Luís Machado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O responsável falava no encerramento do encontro com jornalistas e técnicos de recursos humanos sobre “Sistema retributivo da função pública”.

Frisou que os sindicatos, enquanto parceiros dos ministérios, não estão apenas ligados a situações de reivindicações, é importante que eles tenham algum domínio sobre as leis para fazer tudo na base daquilo que é legal.

Luís Machado definiu o sistema retributivo como o conjunto formado por todos os elementos de natureza pecuniária, periódica ou ocasional atribuído aos funcionários e agentes administrativos, por prestação de trabalho.

Por sua vez, a directora nacional da função pública, Delfina Silva dos Santos, adiantou que a carreira é um conjunto de hierarquizado de categorias, nas quais corresponde funções da mesma natureza a que os funcionários terão acesso, de acordo com a antiguidade e o mérito evidenciado no desenvolvimento profissional.

Referiu que a categoria é a posição que o agente funcionário ocupa no âmbito de uma carreira, enquanto que a carreira de regime especial compete assegurar funções que, pela sua natureza e especificidade, devem ser prosseguidas por um agrupamento de pessoal especializado.

Opinião dos participantes

Evanilda Mateus jornalista da TPA mostrou-se satisfeita com a realização do encontro,  porque ajudou-a a tirar algumas dúvidas sobre o qualificador na empresa.

Ficou a saber que o qualificador é importante, porque orienta as empresas em função das carreiras, por ser o responsável das regras de uma promoção, e evita que os trabalhadores fiquem revoltados quando o colega é promovido.

Mitiano Francisco técnico de recursos humanos da RNA frisou que com o seminário ficou esclarecido sobre o regime de carreiras, assim como que para o preenchimento de uma vaga é necessário que haja condições financeiras.

Durante o encontro, foram abordadas vários temas sobre regimesde carreiras, ingresso e acesso na função pública, sistema retributivo da função pública, tabelas e subsídios.

Assuntos MAPTSS  

Leia também
  • 28/12/2018 12:44:06

    Huíla regista aumento de infracções laborais

    Lubango- Mil e 702 infracções laborais foram detectadas de Janeiro a Dezembro pela Inspecção-geral do Trabalho, na província da Huíla, como resultado de 503 visitas em várias empresas públicas e privadas, observando um aumento de 670 transgressões, comparativamente a 2017.

  • 06/12/2018 14:53:11

    Ministro destaca importância do diálogo com o sector empresarial

    Luanda - O ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (Maptss), Jesus Maiato, disse nesta quinta-feira, em Luanda, que será privilegiado o diálogo com o sector empresarial, a ordem de profissionais e sindicatos no desenvolvimento do perfil de formação, para a criação de planos curriculares mais ajustados às exigências do mercado laboral.

  • 06/12/2018 14:23:25

    Centros de formação capacitam mais de trinta mil jovens

    Luanda - Trinta e quatro mil e 881 jovens concluíram este ano diversos cursos técnicos e de tecnologias aplicadas, nas unidades formativas públicas e privadas, tuteladas pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), informou hoje, quinta-feira, o ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (Mapss), Jesus Maiato.

  • 15/11/2018 05:00:09

    Detectadas mais de 200 infracções laborais na Huila

    Lubango - Duzentas e 68 infracções laborais foram detectadas de Agosto a Outubro deste ano pela Direcção Provincial da Administração Pública Trabalho e Segurança Social da Huíla, como consequência de 115 visitas de inspecção realizadas a várias empresas, sobretudo ligadas à indústria extractiva e do ramo da construção civil.