Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Julho de 2018 | 18h35 - Actualizado em 11 Julho de 2018 | 18h34

Benguela ensaia novo modelo de recolha de lixo na periferia

Benguela - Um novo modelo de recolha de lixo ao domicílio está a ser implementado, desde Junho último, a título experimental na periferia do município de Benguela, disse hoje, quarta-feira, o responsável da área de Saneamento Básico Espaços Verdes e Cemitérios, Ricardo Lomea.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Recolha de lixo na cidade de Benguela

Foto: José Cachiva

Em entrevista à Angop, Ricardo Lomea, adiantou que o novo modelo de recolha de resíduos sólidos no sistema porta-a-porta abrange inicialmente alguns bairros, com o envolvimento de pequenos operadores, no âmbito do projecto de melhoramento do saneamento básico, denominado “Benguela Limpa”.

Referiu que em determinadas zonas do município, já há pequenos grupos de iniciativas comunitárias que estão em fase de experiência que inclui chefe de sector, coordenadores e sobas para que esta tarefa de recolha de resíduo da origem ou porta a porta funcione.

Para Ricardo Lomea, para ser um micro-operador tem de ter alguns meios rolantes que possibilitam circular em zonas com difícil acesso para recolha do lixo e levar a este ponto de referência definido pela administração, cujos candidatos devem ter um período de 20 a 30 dias para ser analisados os seus perfis.

O responsável avançou que a metodologia implementada, já está a sortir alguns efeitos em algumas zonas e em breve será também implementado para zona urbana.

Explicou que os micro-operadores poderão recolher o lixo da origem ou aos domicílios para um centro de transferência que administração municipal vai definir para depositar, tendo em conta as lixeiras controladas estarem aproximadamente em cerca de 30 quilómetros.    

Neste momento, o município de Benguela conta com 67 contentores, 17 barcaças, três camiões basculantes, uma carrinha e três tractores, localizados nas principais ruas, consideradas insuficientes para atender os bairros.

Pediu a colaboração da população, de maneira a facilitar o trabalho de recolha dos resíduos sólidos que está a ser levado acabo no sentido de ter os bairros mais limpo.

Sem avançar a quantidade de lixo produzido no município, afirmou que muito brevemente o Governo Provincial vai reforçar o sector com alguns meios para fazer face e inverter o quadro actual do município de Benguela.

Leia também
  • 05/02/2019 12:34:14

    Irmãs gémeas morrem afogadas no rio Cuporolo

    Benguela - Duas irmãs gémeas de três anos de idade morreram afogadas neste fim-de-semana, no rio Cuporolo, comuna do Dombe Grande, município da Baía-Farta, onde se encontravam a brincar com outras crianças, soube hoje, terça-feira, a Angop.

  • 03/02/2019 22:46:34

    Pastores tocoistas debatem o papel da igreja nas autarquias locais

    Benguela - O papel da igreja na divulgação e consciencialização dos fiéis sobre o pacote legislativo das autarquias locais foi o tema central de um seminário dirigido a pastores da igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo “Tocoistas”, que hoje terminou.

  • 03/02/2019 22:33:16

    Acidentes de viação causam 12 mortos em sete dias

    Benguela - Doze pessoas morreram e 13 outras ficaram feridas em consequência de 10 acidentes de viação registados nos últimos sete dias, na província de Benguela, pelo Comando Provincial da Polícia Nacional.

  • 01/02/2019 21:43:02

    PN e SIC trabalham para esclarecer roubo de 96 milhões de kwanzas

    Benguela - O Comando Provincial da Polícia Nacional e o Serviço de Investigação Criminal (SIC), em Benguela, continuam a trabalhar para esclarecer o roubo qualificado de 96 milhões de kwanzas, ocorrido numa residência de chineses, nesta terça-feira, perpetrado por indivíduos ainda não identificados, soube hoje a Angop de fonte da corporação.