Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Novembro de 2019 | 17h18 - Actualizado em 08 Novembro de 2019 | 21h16

Autoridades lançam campanha de plantação de eucaliptos

Huambo - Duas mil mudas de eucaliptos começaram a ser plantadas hoje, sexta-feira, pelas autoridades da província do Huambo, para contrapor o alastramento da ravina que ameaça engolir parte do perímetro do aeroporto Albano Machado, além do bairro Sassonde III, arredores da capital do planalto central.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Huambo: Ravina ameaça destruir residências no bairro Sassonde III

Foto: Aurélio Janeiro Sacalei Soi

Autoridades da província do Huambo dão início ao programa de plantação de árvores ( centro) Joana Lina, governadora provincial

Foto: Aurélio Janeiro Sacalei Soi

As primeiras plantas, no âmbito da campanha, foram colocadas no solo pela governadora local, Joana Lina, e pelo ministro dos Transportes, Ricardo Daniel Sandão Queirós Viegas de Abreu.

Em declarações à imprensa, a chefe do departamento do Ambiente na província do Huambo, Vânia Vaz, informou que a plantação de árvores, que conta com o suporte do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), visa contribuir na melhoria do equilíbrio ecológico e evitar, ao mesmo tempo, o alastramento das ravinas.

Além das mudas de eucalipto, informou que as autoridades estão a plantar caniços “vulgo londeias”, esta última, no interior das erosões, como forma de estancá-las e devolver a segurança aos moradores das áreas afectadas.

A responsável apelou, por esta razão, os cidadãos no sentido de contribuírem na protecção do meio ambiente, bem como a seguir o mesmo exemplo no sentido de evitar a progressão de ravinas.

Para além desta, que ameaça engolir parte do perímetro do aeroporto, a província do Huambo é uma das mais férteis em termos de erosão, onde se destaque a ravina por detrás da Centralidade do Lossambo, além de outras na comuna da Chipipa, próximo da estrada nacional que liga esta província ao Norte do país.

Também fazem parte a do bairro Santa Iria, junto da linha de transportação de água para a cidade, no município da Caála, ao redor da linha férrea e nos limites da zona de intervenção da barragem hidro-eléctrica do Gove.

Com uma extensão territorial de 35 mil e 771 quilómetros quadrados. A província do Huambo possui uma população de dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, distribuídos pelos 11 municípios: Bailundo, Caála, Cachiungo, Chicala-Cholohanga, Chinjenje, Ecunha, Huambo, Londuimbali, Longonjo, Mungo e Ucuma, que fazem da terra a principal fonte de riqueza, através da agricultura familiar.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 08/11/2019 17:36:12

    Menor morre electrocutada por negligência de adulto

    Huambo - Uma criança, com apenas um ano de vida, morreu esta semana electrocutada no mercado informal da vila municipal do Ucuma, 97 quilómetros da cidade do Huambo, por negligência de um adulto que ligou o gerador sem isolar os cabos de distribuição da corrente, soube hoje, sexta-feira, a ANGOP de fonte institucional.

  • 07/11/2019 15:18:39

    Sindicalista propõe actualização salarial devido à inflação acumulada

    Huambo - O secretário-geral da União dos Sindicatos na província do Huambo, Adriano dos Santos, propôs hoje (quinta-feira) ao Executivo uma actualização salarial com base na inflação acumulada, acima dos 40 por cento, devido à conjuntura económico-financeira que o país atravessa, nos últimos anos.

  • 07/11/2019 14:46:57

    Campanha "BI da Dipanda" beneficia mil e 500 crianças

    Huambo - Mil e 500 crianças dos seis aos 17 anos de idade beneficiarão, até ao final deste mês, da emissão de Assento de Nascimento e de Bilhete de Identidade, de forma gratuita, no âmbito da campanha nacional de registo, denominada “BI da Dipanda”, enquadradas nas comemorações dos 44 anos da Independência Nacional, assinalar-se no próximo dia 11.