Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Janeiro de 2020 | 14h46 - Actualizado em 22 Janeiro de 2020 | 14h45

INALUD prevê criar "Casas Dia" para suporte psicossocial

Caxito - O Instituto Nacional de Luta contra Droga (INALUD) prevê criar, este ano, "Casas Dia", para dar suporte psicossocial aos toxicodependentes interessados na sua recuperação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi prestada terça-feira, em Caxito, pela directora do Inalud, Ana Graça, que sublinhou a intenção de colocar as referidas casas em zonas onde não existem centros de reabilitação e reinserção.

Esta aposta, segundo a responsável,  deve-se  às dificuldades que existem na  construção  de  mais centros de reabilitação, adiantando que as casas não terão o serviço de internamento.

“Actualmente nós não temos capacidade financeira para construir  mais  centros desta dimensão,  embora faça parte dos nossos  estatutos  a construção de centros regionais”, explicou.

Ana Graça, que falava  a propósito do 1º aniversário do único  Centro de Reabilitação e Reinserção de Toxicodependentes (CRRT) no país, informou  que a entrada em funcionamento dos serviços psicossociais permite aos  toxicodependentes que não estão internados  receberem tratamento da parte do INALUD.

Informou que  o projecto de inserção de chip no braço dos internados para inibir o acesso as substâncias nocivas está a funcionar e deve continuar, pois  traz melhorias à qualidade de vida dos mesmos.

Actualmente decorrem  estudos  para  a ampliação  do centro que , por exiguidade  de espaço, tem mais de 300  toxicodependentes que aguardam por internamento.

Sandro da Silva,  ex-toxicodependente,  esteve internado no CRRT durante  quatro meses. Hoje, foi contemplado com um kit profissional de  frio  para ajudar na sua reinserção social.

A governadora da província do Bengo, Mara Quiosa, considerou a toxicodependência um fenómeno muito sério  que tem estado a desestruturar  as famílias e a sociedade,  sobretudo jovens.

Por este facto,  encorajou os internados a prosseguir o tratamento.

Com capacidade  para 60 pacientes em regime fechado, o Centro de Reabilitação e Reinserção de Toxicodependentes  tem 63 utentes internados, dos quais nove mulheres.

O centro é o único construído e equipado pelo Estado à disposição da população no país.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 16/01/2020 19:10:48

    Bengo mostra potencialidades no Canfeu

    Caxito- A realização da 17ª edição do Campo Nacional de Férias dos Estudantes Universitários (Canfeu), de 16 a 22 de Fevereiro, na província do Bengo, constitui oportunidade para se mostrar as potencialidades socioeconómicas, culturais e turísticas da região.

  • 13/01/2020 14:50:31

    Polícia do Bengo apresenta assaltantes de viaturas em Luanda e Uige

    Caxito - O comando provincial da Polícia Nacional do Bengo apresentou hoje (segunda-feira), em Caxito, oito detidos, quatro dos quais implicados no roubo de viaturas nas províncias de Luanda e Uige.

  • 31/12/2019 11:11:09

    Angola Online proporciona internet grátis a nove mil usuários no Bengo

    Caxito - Nove mil 210 usuários beneficiaram este ano dos serviços de Internet grátis, no âmbito do projecto Angola Online implementado pelo Instituto Nacional de Fomento de Sociedade de Informação (INFOSI) na província do Bengo, cifra superior aos quatro mil e 800 utilizadores de 2018.