Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

30 Maio de 2020 | 22h00 - Actualizado em 30 Maio de 2020 | 22h11

Cidadãos morrem após tentar retalhar elefante

Luanda - Duas pessoas morreram atropeladas, neste sábado, na Zona da Beira Alta, província do Cuanza Norte, onde participavam numa acção de retalho de um elefante adulto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

As duas vítimas foram colhidas depois que a multidão começou a retalhar o animal, morto na sequência do embate contra um camião.

Da ocorrência resultaram ferimentos graves aos dois ocupantes do camião, conforme nota do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

O acidente ocorreu entre as localidades de Maria Teresa e Golungo Alto, bastante conhecida pela alta densidade de populações de elefante-de-floresta (Loxodonta cyclotis).

A nota não esclarece as reais circunstâncias do embate entre o camião e o elefante, nem como as duas pessoas foram atropeladas na confusão.

De acordo com o departamento ministerial, parte do animal morto foi recuperada para incineração, por razões sanitárias, enquanto as suas presas foram recuperadas inteiras.

O Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, em parceria com as autoridades locais, está a desenvolver um projecto de investigação sobre a distribuição e densidade populacional dos elefantes de floresta na província do Cuanza Norte, para identificar medidas de prevenção e mitigação deste conflito homem-animal.

Como resultado do projecto, em Março deste ano foram colocadas coleiras GPS em dois elefantes, na zona de Maria Teresa.

O objectivo final deste projecto será a criação de um santuário para os elefantes de floresta, de modo a minimizar e evitar acidentes como o ocorrido neste sábado.

Todas as espécies de elefantes são protegidas pela Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Selvagem (CITES), no seu Anexo I, ratificado por Angola em 2013.

Esta convenção proíbe e condena legalmente a comercialização de espécimes ou produtos directos das espécies, como o marfim.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 29/05/2020 01:01:12

    Síntese das principais notícias

    Luanda - A Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 28/05/2020 15:48:44

    Ministro assegura apoios para LAC e Rádio Kairós

    Luanda - O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, assegurou hoje, quinta-feira, apoio institucional para a melhoria das condições de funcionamento da Luanda Antena Comercial (LAC) e Rádio Kairós (Emissora Metodista de Angola).

  • 28/05/2020 11:54:17

    Antigos seminaristas consternados pela morte de Dom Óscar Braga

    Luanda - Os ex-seminaristas do Seminário do Bom Pastor, da Diocese de Benguela, manifestaram, esta quinta-feira, a sua profunda dor e consternação pelo passamento físico de Dom Óscar Braga.