Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

10 Agosto de 2020 | 10h46 - Actualizado em 10 Agosto de 2020 | 10h45

Comboio mata cidadão na zona do Grafanil

Luanda- Um homem, ainda com identidade desconhecida, morreu esta manha, depois de ter sido atropelado por um comboio do Caminho- de- Ferro de Luanda (CFL), no município do Cazenga.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O acidente ocorreu por voltas das 8 horas, na zona do Grafanil.   

O porta-voz do comando provincial do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, Faustino Mingues, disse que a vítima teve morte imediata e que se desconhece as causas do acidente.

“Fomos chamados para desencarcerar o corpo da vitima que se encontrava entre os carris da locomotiva de passageiros, proveniente do município de Viana”, sublinhou.

Este ano (2020) quatro cidadãos foram “colhidos” por locomotivas do CFL, quando tentavam fazer a travessia no momento em que se aproximava o comboio de passageiros, tendo tres morrido imediatamente no local.

Assuntos Sociedade  

Leia também
  • 09/08/2020 16:23:30

    Eleito novo secretário provincial do CPJ

    Saurimo - Salmo Candala foi, este sábado, eleito secretário do Conselho Provincial da Juventude (CPJ) na Lunda-Sul para o triénio 2020/2023, durante a V assembleia ordinária de balanço e renovação de mandatos da organização.

  • 08/08/2020 21:53:32

    Covid-19: Serviços mantêm 50% da força de trabalho em Luanda

    Luanda - Os serviços públicos e privados continuam a funcionar das 8 às 15 horas, em Luanda, com 50 por cento da força de trabalho, e nas demais províncias com 75 por cento do efectivo.

  • 08/08/2020 20:47:10

    Covid-19: Igrejas em Luanda e Cazengo mantém-se encerradas

    Luanda - A actividade religiosa, em especial os cultos, na província de Luanda e no município do Cazengo ( Cuanza Norte), mantém-se encerrada, em virtude da contínua cerca sanitária.