Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

29 Setembro de 2020 | 19h13 - Actualizado em 29 Setembro de 2020 | 20h22

INAC restitui ao convívio familiar 105 crianças de rua

Cuito - Perto de 105 crianças de rua no Bié foram restituídas às respectivas famílias, de Janeiro até a presente data, em 10 províncias, no âmbito do Programa de Localização e Reunificação Familiar levado a cabo pelo Gabinete local de Acção Social, Família e Igualdade do Género, em parceria com o Instituto Nacional da Criança (INAC).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi avançado à ANGOP, nessa terça-feira, pelo director do INAC no Bié, Vasco Cambovo, quando falava da execução do aludido programa na província, nesse período.

Deste número, figuram crianças das províncias do Huambo, Luanda, Benguela, Huíla, Namibe, Cuando-Cubango, Cuanza Norte, Moxico, Lunda Norte, Lunda-Sul e dos nove municípios do Bié.

Só nessa última província, o INAC registou a reunificação de 32 ex-crianças de rua às respectivas famílias e as outras nas demais, sem, no entanto, avançar o número de menores reunificados em cada região.

Para avaliar as condições sociais das crianças reunificadas, os funcionários do Gabinete Provincial da Acção Social, Família e Igualdade do Género e do INAC, frisou Vasco Cambovo, realizam visitas periódicas de supervisão nas residências, sobretudo para avaliar as condições sociais em que estão a viver.

Lamentou a atitude de certos pais ou encarregados de educação que, quando o INAC recolhe crianças de rua e localiza os familiares, recusam-se acolhê-las sob alegada falta de condições para agregá-las, o que pode causar transtornos mentais aos menores.

A fonte advertiu responsabilização civil e criminal contra os tutores que violarem os direitos dos menores se estes eventualmente regressarem às ruas, porquanto o “lugar da criança é na família”.

Referiu que para aquelas crianças órfãs, em número não revelado, e que não se consegue localizar as famílias, as mesmas vão continuar albergadas em centros infantis locais.

A província do Bié, centro de Angola, tem perto de dois milhões de habitantes, dos quais mais de 500 mil no Cuito.

Assuntos Criança   Província » Bié  

Leia também
  • 29/09/2020 17:21:55

    Bié com 40% dos sistemas de água vandalizados

    Cuito - Cerca de 40 por cento dos mais de mil pequenos sistemas de captação e distribuição de água potável (manivelas, sistemas suportados com painéis solares e outros) construídos nos últimos três anos em zonas suburbanas da província do Bié, encontram-se vandalizados por indivíduos desconhecidos.

  • 28/09/2020 13:01:14

    Massificação de registo beneficia mais de 30 mil cidadãos no Bié

    Cuito -Trinta e dois mil e 500 cidadãos beneficiaram de registo civil e Bilhete de Identidade (BI) gratuitamente, em dois meses, no quadro do Programa de Massificação em nove municípios da província do Bié, que teve início em Junho.

  • 25/09/2020 16:51:04

    Responsável sugere adaptação à nova realidade

    Cuito - Os jovens devem procurar se adaptar à nova realidade do país, optando na formação técnico profissional, para criarem pequenos negócios que possa garantir o seu auto-sustento, disse hoje, sexta-feira, no Cuito, o director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos do Bié , Nelson Quintas.