Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

31 Outubro de 2020 | 17h20 - Actualizado em 31 Outubro de 2020 | 19h05

Masfamu encerra jornada com entrega de meios a associações

Luanda - A entrega de meios de trabalho a associações e cooperativas de Luanda marcou, neste sábado, o encerramento da jornada Nacional da Mulher Rural, numa promoção do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (Masfamu).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mulheres Rurais

Foto: Frank Beu

Durante o acto foram entregues máquinas de costuras e insumos agrícolas a mulheres organizadas em associações e cooperativas, que durante 10 dias participaram na formação sobre a criação e formalização deste grupo, no âmbito do projecto empreendedorismo familiar e da mulher, levado a cabo pelo Masfamu e parceiros não governamental.

Da acção, resultou na formalização de 30 cooperativas em Luanda, num total de 180 formandos, dos quais 121 mulheres.

Na ocasião, a secretária de Estado do Masfamu, Elsa Bárber, considerou  imprescindível o papel da mulher no crescimento robusto e diversificado da economia do país, uma vez que 80 por cento da produção agrícola e de matéria-prima para as indústrias é assumida por este género a nível do meio rural, que representa 40 por cento do universo feminino.

No âmbito da implementação de vários programas por parte do Executivo angolano, está, igualmente, em curso o programa “Minha Terra”, que garante a segurança e posse de terra, em cumprimento ao Decreto Executivo conjunto 249/20 que isenta o registo predial.

Em execução estão também os  programas de aceleração escolar, capacitação técnica profissional da mulher e da jovem, liderança das cooperativas e inclusão social.

Elsa Bárber referiu que houve ganhos assinaláveis, resultando na capacitação de 26 mil e 702 mulheres, inseridas em duas mil e 175 escolas de campo, nas províncias do Huambo, Bié, Malanje, Cuanza Sul e Cuanza Norte.

Ainda neste domínio, em 2019 foi possível matricular 538 mil e 845 alunos, dos quais 336 mil e 781 são do género feminino, correspondendo a 62, 50%.

Quanto ao programa “Minha Terra”, 344 títulos foram entregues nas províncias do Bié, Huambo e Benguela, dos quais, 161 a mulheres.

O MASFAMU realiou ainda diagnósticos e reforço organizacionais de 24 cooperativas e 30 associações, num total de cinco mil e quatro membros, dos quais três mil e 753 são mulheres,  nas províncias do Huambo, Bié, Benguela, Cuanza Sul, Cuanza Norte, Cunene, Malange, Luanda, Huíla, Uíge, Zaire e Bengo.    

Por sua vez, o vice-governador da província de Luanda para o sector económico, Lino Sebastião, referiu que o programa não se resume apenas pelas zonas urbanas, mas também zonas rurais onde existem mulheres para serem emponderadas em todos os sectores.

“São as mulheres que fundamentam a base famíliar, pois sem elas a sociedade perece, referiu.

Para Josine Afonso, membro da Associação de Apoio aos Albinos de Angola (4As), as ajudas realizadas pelo Masfamu  colmatam  algumas dificuldades da organização, uma vez que estão viradas à formação profissional e campanhas de sensibilização sobre o albinismo.

A Jornada Nacional da Mulher no Meio Rural  visa promover o desenvolvimento local e a diversificação da economia.

Assuntos Sociedade  

Leia também
  • 31/10/2020 18:50:47

    Mais de cem armas de fogo destruídas na Huíla

    Lubango - Cento e uma armas de fogo de calibre diverso, das 634 recolhidas de forma coerciva da população civil pela subcomissão técnica provincial de desarmamento, nos últimos três anos, na província da Huíla, foram destruídas hoje no Lubango pela The Halo Trust.

  • 31/10/2020 17:36:03

    Chuva faz dois mortos e destrói hospital no Luau

    Luau - Duas pessoas morreram, oito feridos, destruição total do hospital municipal, entre outras infra-estruturas, são os dados provisórios das consequências das chuvas fortes que caíram nas últimas 24 horas sobre a sede municipal do Luau, província do Moxico.

  • 31/10/2020 09:33:51

    JMPLA quer reforço do diálogo entre Executivo e sociedade civil

    Malanje - O primeiro secretário provincial da MPLA em Malanje, Dilangue Baião, defendeu sexta-feira a necessidade de diálogo permanente entre o Executivo e a sociedade civil, por forma a trabalharem para a resolução dos principais problemas que afligem as populações, assim como a consolidação do Estado democrático e de direito.