Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

24 Maio de 2018 | 15h23 - Actualizado em 24 Maio de 2018 | 15h23

Associação afasta ideia de manifestação de taxistas

Luanda - Associação de taxistas de Luanda (ATL) aconselha as pessoas que pretendem organizar, nos próximos dias, uma manifestação contra a operação de fiscalização da Unidade de Trânsito, a desistirem da ideia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Táxi (Arquivo)

Foto: Rosário dos Santos

O secretário-geral da associação, Leonardo Lopes, aconselhou hoje os proprietários de táxis, principalmente os que exercem a actividade de forma ilegal, que tenham consciência das responsabilidades e cumpram com o que esta estipulado por  Lei.

Em declarações à Angop, disse que para além de apoiar a acção das autoridades policiais,  recordou que os taxistas  foram notificados desde o princípio do ano sobre a realização da operação, por isso houve muito tempo para a legalização.

Por sua vez, o comandante da Unidade de Trânsito de Luanda, superintendente Roque Silva, garantiu que a operação vai durar o tempo necessário até que se reponha a normalidade nas estradas.        

O oficial superior da corporação esclareceu que a intenção da operação não é combater a circulação dos táxis, mas a de fiscalizar e tudo esta ser feita de acordo com a lei.

“ Vamos continuar e  limitar a circulação dos ilegais, pois são responsáveis por muitos acidentes, alguns fatais” frisou.

A maior incidência desta fiscalização está direccionada para os motoristas de táxis, que exercem a actividade ilegalmente.

Afirmou estão a ser tiradas fora da circulação as viaturas que exercem a actividade sem os documentos necessários e os condutores com carta de condução não averbada à actividade. 

Estima-se que em Luanda circulam mais 20 mil táxis, entre licenciados pelo Governo Provincial de Luanda (GPL) e ilegais.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 05/11/2018 13:03:41

    Vandalização de comboios e linha férrea avaliada em mil milhões de kwanzas

    Luanda - Os actos de vandalismo registados, desde Janeiro até Outubro de 2018, nas composições e linha férrea do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) causaram prejuízos avaliados em mil milhões de kwanzas.

  • 01/11/2018 11:59:17

    Comboios do CFL colhem mais de 20 pessoas em 10 meses

    Luanda - A negligência por parte de alguns peões está na base do atropelamento de 25 pessoas por locomotivas do Caminho de Ferro de Luanda (CFL), das quais 16 morreram no local, e nove ficaram gravemente feridas, de Janeiro a Outubro do corrente ano.

  • 19/10/2018 10:51:26

    Comboio do CFL colhe cidadã na Estalagem

    Luanda - Uma mulher foi colhida na manhã de hoje, sexta-feira, pelo comboio do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) quando tentava atravessar a linha férrea no bairro da Estalagem, município de Viana, em Luanda.

  • 12/10/2018 13:06:36

    CFL aumenta número de comboios suburbanos

    Luanda - O Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) irá aumentar, a partir de segunda-feira próxima (dia 15), mais sete comboios suburbanos na rota estação do Bungo até a de Catete, para satisfazer os utilizadores dos transportes ferroviários.