Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Turismo

19 Maio de 2018 | 22h31 - Actualizado em 19 Maio de 2018 | 22h31

Turistas estrangeiros elogiam situação social do país

Huambo - Um grupo de 17 turistas africanos e europeus, que desenvolvem desde Abril último, uma digressão em diversos países de África, mostraram-se impressionados com a actual situação social e económica de Angola.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O ponto de vista foi apresentado pelo espanhol Ricardo, um dos membros da delegação, que manteve um encontro de cortesia mantido com o governador em exercício do Huambo, Calunga Francisco Quissanga, durante a sua passagem pelo planalto central.

Segundo o interlocutor, apesar das dificuldades de ordem financeira que Angola enfrenta, apresenta uma situação social positiva do ponto de vista de crescimento e de estabilidade.

 “Podemos notar na nossa chegada à província do Cuanza Sul e vinda ao Huambo, haver em Angola índices de um clima de estabilidade favorável para o bem-estar do povo, assim como o desenvolvimento do turismo”, salientou.

Por sua vez, o governador em exercício do Huambo disse que a presença de turistas estrangeiros no país é prova do bom clima social e político que o país vive, que tem permitido que as pessoas possam circular livremente.

Por isso, solicitou aos turistas no sentido de disseminaram nos seus países de origem a mensagem de que em Angola é possível fazer turismo em segurança.

Integram a comitiva, 11 turistas italianos, três espanhóis, um sul-africano, um belga e outro australiano, que iniciaram o percurso a partir da África do Sul, tendo já passado pela Namíbia.

Os mesmos, que desenvolvem a sua digressão de motorizadas, vão igualmente percorrer o Zimbabwe e Botswana, num percurso de 11 mil quilómetros, sendo que, para além de conhecerem a realidade das localidades, pretendem prestar apoio as missões católicas dos países contemplados.

 A digressão termina no dia 17 de Junho na África do Sul.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também