Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

21 Agosto de 2020 | 14h47 - Actualizado em 21 Agosto de 2020 | 14h47

Vandalizadas estações meteorológicas em Malanje

Malanje - As estações meteorológicas de Cacuso e Cunda-Dia-Base, na província de Malanje, foram vandalizadas, estando os habitantes privados de informações sobre o clima.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A primeira foi totalmente destruída, enquanto a segunda sofreu roubo de quase todo material, por indivíduos ainda não identificados, informou esta sexta-feira o responsável local do INAMET, João Marcolino.

Entre o material saqueado consta baterias, painéis solares e suporte de sensores que fornecem dados sobre temperatura, pressão atmosférica e precipitações.

A província tem agora apenas a estacão meteorológica principal, instalada no aeroporto, que fornece dados sobre o clima e aeronáutica.

Leia também
  • 27/07/2020 16:02:52

    Fiscalização ambiental necessita de mil efectivos no Cuando Cubango

    Menongue - Pelo menos mil homens são necessários para fiscalização nos parques nacionais de Mavinga e Luengue-Luiana na província do Cuando Cubango, por formas a impedir a invasão por caçadores furtivos e queimadas anárquicas.

  • 21/07/2020 18:04:12

    Covid-19: Ambiente produz 3 mil barras de sabão artesanal

    Malanje - Três mil barras de sabão artesanal serão produzidas, a partir de Agosto, pelo Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Técnicos, no âmbito da segunda fase do projecto de fabricação e distribuição gratuita de sabão à população, para a prevenção da covid-19.

  • 06/07/2020 22:31:16

    Desactivadas 266 armadilhas no Parque Nacional de Cangandala

    Cangandala- Duzentas e 66 armadilhas de caçadores furtivos foram desactivadas durante o primeiro semestre deste ano, no Parque Nacional de Cangandala, informou o seu administrador, Victor Paca.