Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

08 Setembro de 2020 | 14h43 - Actualizado em 08 Setembro de 2020 | 14h43

Ambiente sensibiliza sobre acondicionamento de lixo

Matala - O Gabinete Provincial do Ambiente, Saneamento e Resíduos Sólidos da Huíla promove, desde esta terça-feira, no Lubango, um ciclo de acções de sensibilização nos mercados paralelos para a redução no uso e melhor acondicionamento de sacos plásticos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Estima-se que, na cidade do Lubango, sejam colocados em ciculação, todos os dias, mais de 44 mil  unidades de sacos do género, pelo que a medida serve para persuadir os principais utilizadores a racionalizarem o uso, para evitar poluição. 

Falando à imprensa após uma visita de campo ao mercado do Quilómetro 40, a directora do Gabinete do Ambiente, Saneamento e Resíduos Sólidos da Huíla, Lídia Amaro, frisou que a poluição com plásticos atingiu um nível preocupante.

A situação, disse, é mais grave nos mercados do Mutundo, Praça Nova (Rio Nangombe) e a do KM 40, onde os populares, depois de usarem, deixam os resíduos ao relento. 

Declarou que a visita surge em função de várias acções de sensibilização, campanhas de limpeza, pesquisas realizadas pelo gabinete, que atestam a existência de vários produtores de plástico leve, assim como os maiores consumidores como as panificadoras, as grandes superfícies comerciais, mercados informais, entre outros. 

Lídia Amaro detalhou que fruto dos estudos realizados se  apurou que 44 mil sacos de plásticos são disponibilizados diariamente para a população, representando uma preocupação para o governo.

"O plástico é feito com um químico chamado pilitileno, que leva pelo menos 400 anos para decompor-se, daí a nossa grande preocupação em podermos, numa primeira fase, dar a perceber que este plástico causa danos, não só ao ambiente, mas também a saúde pública", realçou. 

Informou  que decorre trabalhos de sensibilização junto de estabelecimentos com maior uso de plásticos, a nível da cidade do Lubango, para mudarem, optando pela substituição do saco plástico pelo de papel ou de pano. 

Leia também
  • 21/08/2020 14:47:42

    Vandalizadas estações meteorológicas em Malanje

    Malanje - As estações meteorológicas de Cacuso e Cunda-Dia-Base, na província de Malanje, foram vandalizadas, estando os habitantes privados de informações sobre o clima.

  • 27/07/2020 16:02:52

    Fiscalização ambiental necessita de mil efectivos no Cuando Cubango

    Menongue - Pelo menos mil homens são necessários para fiscalização nos parques nacionais de Mavinga e Luengue-Luiana na província do Cuando Cubango, por formas a impedir a invasão por caçadores furtivos e queimadas anárquicas.

  • 21/07/2020 18:04:12

    Covid-19: Ambiente produz 3 mil barras de sabão artesanal

    Malanje - Três mil barras de sabão artesanal serão produzidas, a partir de Agosto, pelo Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Técnicos, no âmbito da segunda fase do projecto de fabricação e distribuição gratuita de sabão à população, para a prevenção da covid-19.