Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

01 Novembro de 2020 | 16h28 - Actualizado em 01 Novembro de 2020 | 17h04

Endiama antevê redução da produção de diamantes

Dundo - O presidente do Conselho de Administração da Endiama EP., Ganga Júnior, disse hoje, que a produção de diamantes pode ter uma redução de 20 porcento, ao contrário das perspectivas iniciais para o presente ano económico.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

José Manuel Nganga, PCA da Endiama

Foto: Rosario dos Santos

Para o presente ano esperavamos uma produção de 14 milhões de quilates, mas dadas as actuais circunstâncias os números apontam para os 12 milhões, esclareceu.

Em declarações à imprensa sobre o ponto de situação do sector dos diamantes face a pandemia da covid-19, Ganga Júnior avançou que as empresas baixaram o seu nível de produção porque têm em stock elevados volumes da pedra preciosa, devido a escassa procura.  

Apesar disso, disse já haver uma certa reabertura do mercado, com alguma procura de diamantes e gradualmente se está a realizar, de forma tímida, algumas vendas.

“Nós tivemos momentos muito maus este ano. Estamos a comercializar, nesta semana, a produção da Sociedade Mineira de Catoca do mês de Maio o que significa que temos elevados stock de diamantes", sublinhou.

Emprego no sector

Por outro lado, Ganga Júnior referiu que “a indústria mineira não vai dar solução do desemprego no país e em particular nas regiões onde são explorados os diamantes” porque com elevado nível de tecnologia a tendência é que a actividade mineira tenha cada vez menos pessoas.

Contudo, prosseguiu, o que se deve esperar da actividade mineira é no futuro potenciar rendimentos para serem aplicados em outras actividades,  fomentando assim o crescimento e o desenvolvimento socioeconómico.

A solução do desemprego no país e em particular na região passa necessariamente pela diversificação da actividade económica, por isso é que trouxemos algumas soluções que passam pelo empreendedorismo e o investimento na agro-pecuária, financiadas pelas empresas diamantíferas, mas sempre com a intervenção da população local”, referiu.

Leia também
  • 29/10/2020 14:34:37

    REMPE cadastra duas mil empresas na Lunda Norte

    Dundo - Duas mil empresas e estabelecimentos, das mil e 500 previstas, foram cadastradas na Lunda Norte, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no âmbito do Recenseamento de Empresas e Estabelecimentos (REMPE) 2019/20, que decorreram de Agosto a Outubro do ano em curso.

  • 29/10/2020 13:30:07

    Administrador do Chitato quer mais investimento no sector mineiro

    Dundo - O administrador municipal do Chitato, Gastão Cahata, convidou hoje, quinta-feira, os empresários angolanos e estrangeiros a investirem na circunscrição, de maneira a transformar o potencial mineiro em riqueza.

  • 23/10/2020 09:47:20

    Lunda Norte prevê aumento da produção agrícola

    Xá-muteba - Um milhão, 367 mil e 459 toneladas de produtos diversos é a perspectiva de colheita para o ano agrícola 2020/2021, aberto quinta-feira, no município de Xá-muteba, província da Lunda Norte.