Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

07 Outubro de 2020 | 15h23 - Actualizado em 07 Outubro de 2020 | 15h36

Covid-19: Pais pedem rigor com biossegurança nas escolas

Cabinda - Pais e encarregados de educação dos alunos do Colégio 76 - "Barão Puna", na cidade de Cabinda, pedem maior rigor por parte da Direcção da instituição quanto às medidas de biossegurança para o bem da saúde da população estudantil.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

No encontro mantido entre as partes, no final do mês de Setembro, ambas decidiram trabalhar juntos no sentido de reforçarem as medidas de biossegurança a partir de casa e na escola, com estratégias comum responsabilidades individuais.

Concordaram igualmente que os educandos sejam portadores de passes escolares devidamente identificados para travar que haja eventuais elementos estranhos ao recinto escolar, colocando em risco a saúde dos próprios.

O cumprimento do novo horário aplicado para os turnos matinal, vespertino e pós-laboral é obrigatório e imediato, sendo que as turmas com 40 alunos devem apenas privilegiar a metade (20 alunos) por semana, indica o documento saído daquele encontro.

Entre as estratégias saídas do encontro, apurou a Angop, os pais e encarregados de educação registaram os seus terminais telefónicos nos manuais escolares e nos cadernos diários dos seus educandos para eventuais chamadas de urgência.

A união entre os pais e encarregados de educação nesta fase da pandemia, a comparticipação frequente naquilo que for necessário para colaborar no normal funcionamento do colégio e para o bem dos educandos constam igualmente das  recomendações.

As partes decidiram a proibição de compra e venda de qualquer artigo como bolinhos, gelados, iogurtes, bananas e outros produtos de consumo dentro e fora do recinto escolar, devendo os alunos levarem os seus próprios lanches individualmente, incluindo a água para o consumo e evitar partilha de bens.

O colégio Barão Puna é um dos maiores estabelecimentos de ensino do I Ciclo ao nível do município sede de Cabinda, congregando um universo de 6 mil e 931 alunos com, 32 salas de aulas, agora com sérias medidas de biossegurança devidamente acatadas.

No interior, estão disponíveis 13 torneiras com água corrente para a lavagem das mãos com sabão, dois portões específicos (um para entrada e outro para saída) para além de uma porta para a circulação exclusiva dos professores.

Assuntos Província » Cabinda   Saúde  

Leia também
  • 05/10/2020 16:54:48

    Absentismo marca reinício das aulas em quase todo país

    Huambo - Os elevados índices de absentismo e de cepticismo por parte dos alunos marcaram, esta segunda-feira, o primeiro dia do reinício das aulas nas escolas do I e II ciclo do ensino secundário de quase todo país, apesar da criação das medidas de biossegurança.

  • 29/09/2020 20:17:52

    Covid-19: Inicia testagem de professores do ensino geral

    Luanda - A seis dias do reinício das aulas nos subsistemas do ensino secundário e superior, o Ministério da Saúde decidiu testar, contra a Covid-19, três mil professores do ensino geral, na província de Luanda, com início nesta quarta-feira.

  • 06/07/2020 19:46:20

    Escolas em Cabinda em condições para o reinício das aulas

    Cabinda - O secretário provincial da Educação em Cabinda, Miguel Raul Mazissa Zinga, disse hoje, segunda-feira, estarem criadas as condições de biossegurança nas escolas do II ciclo para o reinício das aulas no dia 13 do corrente mês.