Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

10 Outubro de 2020 | 02h31 - Actualizado em 09 Outubro de 2020 | 21h08

OMS saúda entrada da China e da Coreia do Sul na COVAX

Genebra - A Organização Mundial de Saúde (OMS) saudou esta sexta-feira a decisão da China e da Coreia do Sul de se juntarem à rede COVAX, a plataforma internacional que pretende garantir o acesso universal a uma vacina contra a covid-19.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"Quantos mais países participarem na COVAX, maiores as hipóteses de ter vacinas de forma rápida e justa", disse o epidemiologista da OMS Bruce Aylaward em conferência de imprensa.

O director-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, sublinhou que estas adições à rede a juntar a outras nos últimos dias ao número de países que formam a plataforma global atinge os 171.

O objectivo da COVAX é conseguir produzir e distribuir dois mil milhões de doses de vacinas contra a covid-19 antes do final de 2021.

Nove candidatas a vacina estão abrangidas pela COVAX, das quais duas se encontram já em fases finais de experimentação, a da farmacêutica norte-americana Moderna e a da britânica AstraZeneca, que trabalha em colaboração com a Universidade de Oxford.

Tedro Ghebreyesus também saudou a Moderna por ter anunciado que não vai exercer direitos sobre a patente da sua possível vacina contra a covid-19 enquanto durar a pandemia.

"Apreciamos este gesto de solidariedade", disse.

Durante a conferência de imprensa de hoje, o director-geral da OMS referiu-se ainda ao conflito na região de Nagorno-Karabakh, uma disputa territorial que opõe a Arménia e o Azerbeijão, apelando a um cessar-fogo tendo em conta a difícil situação que o mundo já vive devido à pandemia.

Assuntos OMS  

Leia também