Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

28 Agosto de 2020 | 12h01 - Actualizado em 28 Agosto de 2020 | 13h53

Reposta circulação no troço Nsaca/Massano

Cabinda - A circulação rodoviária no troço entre a localidade de Nsaca e a aldeia fronteiriça de Massano, no município do Belize, cerca de 280 kms a nordeste de Cabinda, foi reposta esta semana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Reabilitação do troço Nsaca/Massano

Foto: Pedro João

O troço, que conta com 11 pontecos sobre pequenos riachos, esteve cerca de uma década inoperante, dificultando a mobilidade de mil e 500 populares das seis aldeias.

Os trabalhos, a cargo da empresa madeireira Hall dos Abílio de Amorim, inserem-se no programa de responsabilidade social com as comunidades e se consubstanciaram na terraplanagem, colocação de britas, desmatamento nas bermas e reposição de pontecos sobre pequenos riachos.

Em declarações à Angop, o soba da aldeia fronteiriça de Massano, Cristóvão Juliano Pambo, disse que a reabertura do troço permite que a população deixe de viajar para as aldeias da vizinha República Democrática do Congo (RDC) em busca de tratamento e da venda de produtos do campo.

Pediu aos responsáveis da empresa e a administração do Belize no sentido de garantirem a manutenção permanente da via, para a sua conservação, de modo a evitar que a população volte a estar isolada em caso de deterioração, tendo em conta as cargas pluviais que se abatem sobre a floresta do Maiombe.

Para o responsável da empresa madeireira, Herculano de Amorim, a intervenção feita no troço, cujos custos não mencionou, é a resposta aos pedidos da comunidade das duas regedorias (Kimbuendi e Nsaca) que reclamavam pelo mau estado da via.

Herculano Amorim informou que a empresa tem ainda em carteira a construção de um posto médico, na aldeia de Massano, um campo de futebol e uma escola primária.

A Hall dos Amorim é a maior empresa madeireira ao nível da província de Cabinda das 17 empresas existentes, cuja actividade é a exploração da madeira na floresta de Belize, para além da transformação da madeira em toro serrada.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também